Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Resenha: Um Amor para toda vida - Érica Christieh - Editora Buriti

Esse livro se tornou um dos meus favoritos
Acabei de ler o romance cristão intitulado de "Um amor para toda Vida" escrito pela Érica Christieh e publicado pela Editora Buriti.
Geralmente, as pessoas têm um certo preconceito com romances cristãos porque:
- são melosos demais com aquele estilo "água com açúcar";
- não costumam ser inteligentes e os argumentos cristãos são fracos;
- apelam demais para frases do tipo "quem não se converte pelo amor, se converte pela dor".
Se você detesta os romances cristãos por causa desses motivos, eu lhe garanto que vai se surpreender com a obra da Érica. Os motivos são:
- não é um livro meloso. As cenas românticas se desenvolvem na medida certa;
- o livro está recheado de argumentos teológicos, filosóficos e científicos que são bem inteligentes;
- você não vai encontrar frase apelativas.
A história tem seu início falando sobre Alícia. O texto revela que, no passado, ela teve uma vida meio sofrida, mas que depois tudo mudou. Alícia demonstra uma grande gratidão a Deus por causa desses benefícios.
Em seguida, fala de Miguel que é cantor e tem uma banda. Sobre o rapaz, ficamos sabendo que ele é um tremendo sucesso. O único aspecto que parece lhe causar uma certa tristeza é o relacionamento com sua namorada Helen.
A jovem Alícia consegue um novo emprego no México como jornalista e para lá se muda. Nesse novo país, acaba conhecendo Miguel. Ela nem sabia da fama do rapaz e por esse fato, acaba chamando a atenção do mesmo.
Rola uma certa química entre os dois, porém não há uma manifestação expressa desse novo amor. Os jornais já começam a publicar matérias falando de um suposto romance entre eles. Nessa parte, fiquei pensando:  É verdade que rolou algo, porém eles não tiveram nada. Como os jornais poderiam publicar isso? Eu sei que é verdade, mas como eles não manifestaram, poderia ser apenas uma amizade. Nesse sentido, percebemos como os veículos de informação tendem a criar histórias sem comprovação alguma.
É claro que depois, a coisa fica um pouco mais clara e eles demonstram mais afinidade. Num determinado momento, Alícia descobre que Miguel é ateu e propõe um desafio: acreditar em Deus em apenas uma semana.
Dentro desse contexto da história, Miguel já tinha terminado seu namoro com Helen e essa passa a perseguir Alícia. Para piorar a situação, Helen é a editora chefe do jornal onde Alícia trabalha. 
O desafio de uma semana não é algo que começa de forma imediata, pois Miguel tem shows para realizar. Após um mês, os dois vão para a casa dos pais de Miguel onde se inicia o desafio.
É a partir daí que o livro fica muito interessante. Alícia utiliza argumentações inteligentes de caráter teológico, filosófico e científico. Ela é sempre segura em suas palavras.
Miguel nem sempre tem argumentos inteligentes. Por esse motivo, começa a estudar um pouco mais a Bíblia. Essa foi a forma que a autora encontrou para demonstrar que muitas pessoas criticam a existência de Deus sem ao menos procurar conhecê-lo. 
Apesar de ser falho em muitos argumentos, Miguel faz questionamentos bem inteligentes. Confesso que alguns questionamentos dele sobre a fé me surpreenderam e até pensei: Desse jeito, vou acabar perdendo a minha fé.
Justamente pela qualidade dos argumentos e questionamentos, esse romance cristão supera aqueles que costumamos ver. Percebi que a autora estudou bastante para criar os diálogos de Alícia e Miguel. Creio que o livro não irá agradar somente os cristãos de carteirinha, mas o público em geral irá gostar do texto devido à qualidade das informações dadas.
E é claro que o livro não fica apenas nesses debates. Ocorrem muitas cenas românticas sem aqueles exageros de novela mexicana. O irônico é que a maior parte da história do livro se passa no México.
As perseguições de Helen que já foram mencionadas fazem com que o texto não caia na monotonia. Além disso, vemos conflitos de Miguel em sua profissão que melhoram ainda mais a narrativa. E não podemos deixar de lembrar das fofocas feitas pelos jornais. Enfim, temos um romance bem movimentado e bem inteligente. 
Para quem está acostumado a ler muitos livros cristãos, esse romance foi realmente surpreendente. Em muitos momentos, eu interrompia a minha leitura porque ficava extasiado com os argumentos dados pela fala dos personagens e refletia sobre essas passagens. E antes que eu me esqueça, o livro fala de cristianismo sem pregar religião, o que o torna bem mais interessante. Sobre o final, posso dizer que sua simplicidade me deixou sem palavras. Eu adorei!
Por causa de tudo que disse acima, sem sombras de dúvidas, eu recomendo o livro "Um Amor para toda vida". Para adquiri-lo, clique aqui. Friso que vocês não irão se arrepender com essa leitura.
Se você já leu o livro ou pretende comprá-lo, deixe seu comentário. Vou adorar saber a sua opinião sobre a compra e sua leitura. E uma coisa bem importante, deixe sua avaliação no Skoob para ajudar a autora na divulgação. É bem simples, basta clicar aqui. Conheça outras obras da escritora, clicando aqui. Você pode entrar em contato direto com a Érica, clicando aqui.
Mais uma vez, meu muito obrigado a todos vocês que acompanham o blog.

8 comentários:

  1. Com certeza vou adorar o livro, ansiosa !!!

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha foi muito boa, deu vontade de ter esse livro aqui na minha mão pra ler. Parabéns pela resenha, já inclui na minha wishlist. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ObrigadoKalita!!! Que bom te encontrar aqui!!!

      Excluir
  3. Só tive tempo de ler agora a resenha. Ficou maravilhosa. Tive praticamente as mesmas reflexões que você teve. A Érica foi ssensacional nos argumentos e não encheu o leitor com o que muitos dizem ser ladainhas que pastores e homens e mulheres cristãos falam. Não e um livro pesado, exagerado, apelativo e em certos pontos eu até esquecia que era religioso. Enfim, está muito bom. Sou prova viva de que pessoas já foram tocadas pela mensagem da obra e mudaram de atitudes e pensamentos sobre a existência de Deus. Parabéns a autora, sou fã.Recomendo o livro, adorei a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa vida de gente famosa é realmente muito ocupada. Muitos compromissos, rs.... É o preço da fama!!!
      Que bom que você gostou!!!
      Abraços!!

      Excluir
  4. Olá Fernando, esta resenha ficou ótima, amei. Referente ao livro, eu o li na época que ainda estava em fase de lançamento, ou seja teve que ser em formato digital, o livro ele é excelente, e o melhor é que apesar de ser cristão, em nenhum momento a autora faz alusão a alguma religião, diz apenas que a Alicia é cristão, ou seja, ela não desmerece nenhuma religião. O livro é bem instrutivo se formos prestar atenção, sendo assim é uma otima dica de leitura.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!