Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sábado, 14 de novembro de 2015

Canção do Cuco, de Frances Hardinge - Editora Novo Século

Me apaixonei por esse livro
O Livro "Canção do Cuco" escrito pela inglesa Frances Hardinge me fez babar em todos os sentidos. A capa do livro é maravilhosa, sendo uma das mais belas que eu vi em toda minha existência. Percebi um grande capricho com a diagramação. Realmente sem palavras. A Editora Novo Século está de parabéns com sua equipe.
A respeito do conteúdo, esse nem se fala. Frances Hardinge escreve de uma maneira bem envolvente. Pode parecer clichê, mas é difícil encontrar as palavras adequadas para exprimir a experiência maravilhosa que tive com essa leitura.
A obra começa falando de Triss Crescent despertando após um acidente. O início do livro é meio confuso. Entretanto, o adjetivo confuso não pode ser visto de uma forma negativa dentro da obra. Notamos que a autora cria esse estilo para aguçar nossa curiosidade para termos o desejo de sempre saber mais. Talvez, seja melhor qualificar o estilo como enigmático. Perfeito! O livro traz enigmas que precisam ser desvendados.
Que História!!!
Quando a protagonista Triss Crescent desperta de seu acidente, ocorrem coisas estranhas ao seu redor. Ela não entende o porquê de nada. Seus cabelos aparecem com folhas e terra. O seu corpo atraí tesouras. Em seus olhos, há teias de aranha no lugar de lágrimas. Sua fome é descomunal, fazendo com que ela se alimente até de objetos como botões, bonecas, etc. Ela enxerga bonecas falando. E sua irmã mais nova tem um certo medo dela sem justificativas aparentes. Essas situações fazem com que ela fique meio isolada e não tenha coragem de desabafar com seus pais.
O livro é narrado em terceira pessoa. O narrador não é onisciente, entretanto, percebemos que ele sabe tudo que a Triss pensa. A impressão que eu tive foi que a localização desse narrador é dentro do corpo da protagonista. Ele conta tudo a partir da visão e do conhecimento dela. O que ela sabe, ele sabe. O que ela não sabe, ele desconhece. O que ela descobre, ele compartilha da descoberta. Tal forma de narração fez-me crer que a obra funcionaria muito bem se também fosse narrada em primeira pessoa, pois a comunhão de conhecimentos entre protagonista e narrador é perfeita.
Por conta dos mistérios envolvidos é muito difícil parar com a leitura. Ficamos ansiosos pela solução do enigma que gira em torno do acidente de Triss. 
O livro contém 319 páginas. Na página 97, desvendamos um grande enigma. Nesse momento, pensei: "Como assim? Já?" 
Não posso revelar o grande segredo do livro, mas adianto que essa sacada da autora foi maravilhosa. Ao desvendar o mistério, Triss fica muito mais interessante, pois esse conhecimento exige um novo jeito de se portar. Nesse ponto, ficamos curiosos para saber quais serão as atitudes dela diante dessa grande descoberta. E o legal de tudo é que a solução do grande enigma gera inúmeros enigmas menores que precisam ser desvendados. Resumindo, temos mistérios que solucionados geram novos mistérios. A curiosidade não nos deixa largar o livro.
Um ponto interessante é que a protagonista tem apenas onze anos de idade. Com a descoberta do grande mistério, vemos que ela é obrigada a amadurecer rapidamente para poder lidar com a situação nova que surge em sua vida.
Enfim, o livro é maravilhoso pois nos leva a refletir constantemente sobre as descobertas que fazemos em nossas vidas e quais escolhas devemos tomar diante delas.
Apesar da resenha meio longa, afirmo que tudo que escrevi é pouco diante da experiência maravilhosa que tive com essa leitura. Estou curioso para ler outros livros da escritora e descobrir se são tão geniais como "Canção do Cuco". Realmente, esse livro ficará guardado em meu coração como um dos melhores que já li em minha vida. Se eu pudesse, compraria um exemplar para dar de presente a todos meus amigos. Creio que amantes da leitura não podem passar suas vidas sem lerem essa obra. A Editora Novo Século está de parabéns com essa publicação.
Se você gostou da resenha ou se já leu o livro, compartilhe sua opinião nos comentários. Estou bem curioso para saber o que vocês estão pensando a respeito do livro. Muito Obrigado!

9 comentários:

  1. A autora é genial, muito criativa, e o seu livro seguinte, "A Árvore da Mentira", é ainda melhor!

    ResponderExcluir
  2. Olá, confesso que quando mostrei a capa deste livro lá no blog, fiquei bem curiosa, pois a premissa também me chamou a atenção e agora leio a primeira resenha deste livro, e confesso que adorei. Me deixou bem curiosa e eu já quero ele para mim, ta anotado na listinha. Abraços
    http://dicasdaisacereser.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isamara! Vale muito a pena ler esse livro!!!

      Excluir
  3. Vou comprar no Amazon então, quando eu for fazer a compra, falo com você pra que vc obtenha os seus custos lá da parceria rsrs.

    A resenha tá ótima, fiquei com vontade de ter o livro, rs

    Abração amigo!

    ResponderExcluir
  4. Nossa estou super interessada e curiosa com tudo que acontece com esta menina de 11 anos.
    O livro é lindo.
    Sua resenha está maravilhosa. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  5. Excelente resenha, fiquei intrigado pela protagonista e a descrição do desenrolar da história me deixou com mais vontade ler. Está na lista de leitura, com certeza.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!