Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

domingo, 13 de dezembro de 2015

Resenha: O Vestido de Trinta Rosas, de Lívia Messias

Lívia Messias e seu livro encantador
"A verdadeira felicidade não depende do que acontece ao nosso redor, mas do que acontece dentro de nós mesmos."
(Trecho do livro "O Vestido de Trinta Rosas", de Lívia Messias)

Nesse post, falarei sobre "O Vestido de Trinta Rosas", de Lívia Messias, parceira do meu blog e canal do youtube. Adianto que o livro é extremamente poético e nos leva a pensar em diversas questões existenciais.
Trata-se da história de Helena que mora em Vila Íris. O livro inicia falando da protagonista e de alguns personagens que são importantes dentro do enredo, tais como Sara e Ícaro.
Helena é uma jovem bonita, meiga e insegura que se apaixona por Ícaro. Infelizmente, ela não tem coragem de declarar seu amor ao jovem rapaz.
Ícaro é um homem bonito, inteligente e gentil. Parece que ele não desconfia do amor de Helena.
Sara é uma jovem cega, mas que consegue enxergar a alma das pessoas.
Quando Helena percebe seu amor por Ícaro, resolve se aconselhar com Sara e lhe pede uma poção mágica para conquistar sua paixão. Sara, sabiamente, lhe mostra que "não existem fórmulas para que alguém nos ame. A única coisa que podemos fazer é abrir nosso coração e falar a verdade. A verdade é a base do amor."
Infelizmente, a insegurança de Helena fala mais alto e ela mantém escondido o seu sentimento. A partir desse dia, ela passa a escrever poemas sobre seu amor em relação à Ícaro, porém os guarda escondidos.
Depois de um certo tempo, uma senhora lhe aparece para ensinar o Encanto da Estrela Amarela que para ser realizado, necessitaria que ela usasse o Vestido de Trinta Rosas. O grande problema é que essa mágica traria felicidade para os dois antes do casamento. Depois disso, somente ela continuaria amando Ícaro, enquanto ele a odiaria cada vez mais. Porém, mesmo com o ódio, ele nunca se separaria dela.
Apesar do perigo, Helena se arrisca e lança a mão desse encantamento. E por não pensar direito arruinou sua felicidade. Mas antes de experimentar o ódio de Ícaro, ela descobre que o feitiço bagunçou sua vida e até fez com que ela perdesse a amizade com Sara.
Frente a inúmeros problemas, ela se arrepende e consegue contar com a ajuda de Sara para tentar reverter o encanto. Daí em diante, elas necessitam encontrar os Anciãos da Floresta para desfazer o mal que foi feito.
A história prossegue de maneira encantadora. Helena passa por uma pequena jornada que a leva a refletir sobre o egoísmo de querer aprisionar o seu amor. Nessa caminhada, ela se depara com personagens mágicos que são apaixonantes.
Não posso dar mais detalhes da história, mas afirmo que a escrita da autora é maravilhosa e leve. Tem um toque de suavidade realmente encantador. O livro me levou a pensar em temas como insegurança, escolhas e a busca de atalhos nem sempre honestos que os seres humanos tomam como caminho. Enfim, é um livro que recomendo a todos e não poderia classificá-lo com cinco estrelas no Skoob.
Se você gostou da resenha e tem interesse de adquirir esse livro, clique aqui e fale com a autora.
Se você já leu ou pretende ler, deixe sua opinião nos comentários. Eu adoro saber o que meus leitores pensam.

Um comentário:

  1. Parece que o livro é bem envolvente, não é mesmo? Gosto de livros assim, que não sejam apenas palavras soltas mas que realmente sugue o leitor até o seu interior e o faça sentir. Se a escrita da autora é leve faz com que a gente se sinta muito bem enquanto viaja. É, gostei! É muito agradável.

    Parabéns pela resenha meu amigo filósofo.
    Desejo sucesso a Lívia.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!