Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Resenha: A Caixa de Natasha e outras histórias de horror, de Melvin Menoviks, Editora Novo Século

Assustador e Genial!!!!
Sinistro, Nojento, Apavorante, Horripilante e sobretudo inteligente são características presentes no livro A Caixa de Natasha e outras histórias de horror, de Melvin Menoviks, publicado pela Editora Novo Século. Todas as qualidades mencionadas demonstram que a obra de nosso autor é um excelente livro para os fãs de histórias macabras.
Melvin Menoviks reuniu em sua primeira obra 17 contos, 3 poemas e uma narrativa um pouco mais longa. Em tudo que ele escreveu, percebemos como o autor soube explorar diversas faces do medo em seu livro. Encontramos terror de todos os tipos: suave, psicológico, sangrento, sobrenatural, etc.
No início de seu livro, encontramos uma nota preliminar que diz:
"Caros leitores,
Uma terrível maldição aguarda a todos
aqueles que revelarem o final de 'A Caixa 
de Natasha' a quem ainda não leu.
Atenciosamente,
M.M."
Essa pequena ameaça nos faz mergulhar no clima sombrio que o livro irá nos oferecer. No decorrer de cada conto, percebemos a genialidade do autor na escolha de cada palavra que nos faz sentir fortes emoções de pavor. Algumas vezes, o escritor nos engana com toques de humor; mas quando pensamos que teremos um certo alívio, eis que ele nos surpreende com fatos perturbadores que mexem com nosso psicológico.
Finais Surpreendentes!!!
As narrativas são fortemente sensoriais e nos fazem sentir o cheiro do sangue das carnificinas. Não houve um conto sequer cujo o final não tivesse me surpreendido. Até nos contos cujo terror era mais leve, Melvin Menoviks soube criar um final impactante.
O livro tem 376 páginas. Geralmente ao ler um livro com esse número de páginas, caminho num ritmo veloz. A leitura do desenvolvimento de cada conto foi realmente rápida, mas devido a cada final surpreendente, eu tive que fazer pausas entre um conto e outro. Não é possível ler os contos seguidamente sem esses pequenos intervalos. Você precisa dar uma parada com a finalidade de saborear a sensação de pavor presente na obra.
O que me chamou mais atenção é que a finalização de cada conto nos proporciona reflexões filosóficas. Percebi traços da filosofia de Platão e Schopenhauer nas abordagens de terror. Enfim, Melvin Menoviks soube criar o que eu nomearia de "Filosofia do Terror".
Melvin Menoviks é um gênio!!!
Com a conclusão de cada conto, sempre me surgia um sentimento de admiração que me levava a pensar: "Esse cara é um gênio!" Depois de cada pausa que fazia para refletir, ficava pensando em importantes ensinamentos proporcionados por essa leitura instigante. 
Dentre os contos, poemas e narrativa longa, escolhi alguns para falar a respeito. Os escolhidos são meus prediletos. Vejam:
- O retrato tétrico: o conto começa de uma maneira leve e nos faz pensar que nada poderá ter de tão assustador. Um menino chamado Alfredo sente medo ao olhar um retrato pendurado na parede do corredor da casa de sua avó Judith. Parece que teremos um medo bobo de uma criança, mas garanto que nessa história, vocês irão descobrir algo horripilante e genial.
- Malpurga: trata-se de uma lenda de uma criatura apavorante que conduz suas vítimas ao purgatório. Nesse conto, encontramos crianças descrevendo as características medonhas desse ser. Cheguei a rir com as descrição dos pequeninos, mas o que me parecia engraçado, acabou se tornando algo que perturbou minha mente. De uma forma sútil, o autor me fez sentir calafrios. Amei a situação de medo causada em mim.
- As Inocentes: conta-se a história de duas meninas que estão sozinhas numa casa. Não quero dar muitos detalhes sobre essas pequeninas e sobre o que acontece com elas, porém afirmo que o conto me surpreendeu pela mensagem que encontrei a respeito de...
É melhor que vocês leiam e captem aquilo que se encontra nas entrelinhas desse conto. Será que determinados segredos devem realmente se manter ocultos? Algo me diz que seria um conto para professores de Ensino Médio trabalharem em sala de aula.
- Obscuros desejos: é um terror erótico e sangrento. Uma mulher conhecida como Lady Valquíria cria situações de medo e prazer. Mas creio que o final não tem nada de prazeroso.
- Vermelho: a princípio esse nome não me chamou a atenção e até pensei que não me agradaria. Talvez seja um preconceito meu, visto que não me lido bem com as cores pelo fato de ser daltônico. Eu me enganei feio com meu preconceito. De todos os contos, realmente esse foi o meu predileto. Coloco como o primeiro lugar no livro. Perdoem-me pelo fato de não dar essa classificação ao conto que dá o nome do livro. Mas é que a reflexão filosófica que o Melvin Menoviks realizou aqui falando de aparências e busca da Verdade foi fenomenal. Não é um conto com uma linguagem fácil. Confesso que tive que reler alguns trechos para entender. Foi desafiador, mas eu amo desafios. Depois que entendi como o escritor descreve a busca da Verdade, fiquei maravilhado. Creio que os filósofos Platão e Schopenhauer aplaudiriam de pé a reflexão e a pequena história de terror contida nesse conto.
- O Banquete alucinante: é uma poesia que faz parte do capítulo intitulado de Três Poemas Macabros. Achei tão fofo! A descrição dos demoniozinhos destroçando as tripas de um homem é tão meiga!!!
- A Caixa de Natasha: esse conto presentifica-se no título do livro. É uma narrativa mais longa em relação as demais. Uma jovem vai parar no Hospital Psiquiátrico Irmã Gertrudes Aparecida Conceição dos Santos. A narrativa é cheia de mistérios e nos fazem perguntar sobre o que realmente está acontecendo. Será um terror sobrenatural? Será um distúrbio psicológico da paciente? Em toda narrativa, experimentei um forte sentimento de agonia. Queria respostas! Mas... Mas não posso falar mais nada. Lembram-se da nota preliminar que foi mencionada no início dessa postagem? Temo pela minha vida!!!!
Estou extremamente satisfeito com o livro do Melvin. É outra obra que se eu pudesse classificar com milhões de estrelas no Skoob, eu faria. Entretanto, o sistema não me permite. Logo, Cinco Estrelas bem sobrenaturais e sangrentas para esse livro!!!
Se você é um verdadeiro fã de livros de terror, A Caixa de Natasha e Outras histórias de horror é uma leitura obrigatória. Além disso, é importante frisar que foi escrita por um autor nacional que não deve em nada, se for comparado com os grandes mestres do terror em países estrangeiros.
Você pode adquirir o livro no site da Saraiva, clicando aqui. Ou se preferir, converse com o escritor, clicando aqui.
Não se esqueça de deixar sua opinião nos comentários!!!

10 comentários:

  1. Nossa Fernando pela sua horripilante, inteligente e sobretudo nojenta resenha no bom sentido da palavra, esse livro é um espetáculo. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Arrepiante, assustador e muito instigador. Ansioso pela leitura dessa obra prima. Parabéns ao autor, mais um para o nosso grupo de talentos nacionais. Parabéns a você pela resenha, acho que consegui saborear vários momentos os atos macabros que você descrevia, mas ao mesmo tempo, você retirava-os de mim, como retirar-se doce de uma criança. Está sendo malvado meu amigo, rsss. E então, me conta o segredo da caixa? Kkkkk.
    Um abraço. Resenha absolutamente horripilante.

    ResponderExcluir
  3. O Segredo da Caixa não pode ser revelado. Mas quando você souber, vai desejar cair no esquecimento de coisas tão sombrias que transformam o coração em pedra de gelo!!! kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Como sempre você vem mostrando como se faz uma boa resenha. Me envolvi literalmente com os contos, preciso ler esse livro. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. A resenha ficou absolutamente excelente, Fernando! Você soube captar e expor os principais aspectos do livro de uma forma muito clara e intensa.

    Sempre digo que mais da metade de um livro é criado pelo leitor – e , acredite, não há nada tão emocionante para um escritor quanto um leitor satisfeito.

    Longa vida ao Filósofo dos Livros! \m/_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrig.. ops, Valeu!!!
      Receber um elogio seu me alegra muito!!!

      Excluir
  6. A resenha ficou legal e este livro deve ser sensacional.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!