Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

segunda-feira, 7 de março de 2016

O que eu faço para ler muito?

Ler é um prazer!!!
Olá Amigos!
Algumas pessoas viram que na Maratona Literária Nacionais 2016 fiz a leitura de 21 livros e a respeito disso, surgiu a seguinte questão: Como ele consegue ler tanto?
Para responder isso, tenho que falar um pouco sobre a minha história de leitura. A minha vontade de ler começou cedo quando fui presenteado com revistas em quadrinhos. Eu amava olhar aquelas figuras engraçadas.
Os quadrinhos me ajudaram muito!!!
De repente, descobri que naquelas imagens, havia balões e neles existiam uma tais letras que representavam as falas das figuras desenhadas. Nesse momento, queria aprender a ler a qualquer custo para poder saber o que os personagens diziam. Finalmente, depois de pouco tempo, acabei aprendendo a ler com auxílio de minha mãe e tornei-me um devorador de quadrinhos. 
O tempo passa e a gente cresce. Na escola, descobri os livros e com eles me deliciei. Pegava os livros que a professora dava, observava os desenhos que me encantavam e lia tudo o que havia sobre eles. De tanto ler, comecei a pegar um ritmo bem acelerado de leitura. As professoras me elogiavam pela rapidez com que eu lia cada livro. Algumas até duvidavam se eu lia de fato e enchiam-me de perguntas para verificar se realmente fiz a leitura.
Depois de adquirir uma alta velocidade com as letras, descobri algo fascinante que colaborou muito com o Fernando leitor. A Biblioteca da Escola surgiu em minha vida e acabei lendo um livro por dia inicialmente, pois havia restrição com o número de livros emprestados. A Bibliotecária foi outra que duvidou de minha capacidade de ler, mas com o tempo, ela notou que eu tinha velocidade e passou a permitir o empréstimo de três livro diários para mim. Então lia três livros cotidianamente.
21 livros lidos
durante a Maratona Literária Nacionais 2016
Quero dizer que a minha velocidade foi adquirida através de muito treino. Não foi algo mágico. Passei a ler rápido, porque eu lia muito e sempre fui aumentando o número de livros. Depois, a escola passou a exigir um número alto de leituras para matérias e tinha que ler cinco livros didáticos de uma vez. Peguei esse hábito e passei a usá-lo com minhas leituras de entretenimento. Aí a coisa deslanchou, meu amigos. Eu lia cinco livros ou mais de uma vez. A amizade com a bibliotecária foi uma grande ajuda, pois ela permitia pegar emprestados quantos livros quisessem. Paralelamente a isso, descobri uma biblioteca dentro de uma policlínica e a biblioteca volante que era um ônibus que circulava em meu bairro para emprestar livros a adolescentes.
Beirando meus 17 anos, resolvi ser padre e entrei no seminário. Imagine fazer faculdade de filosofia e teologia. As exigências eram altas. Alguns professores davam uma lista de cinco livros para ler em uma semana, Tive que acelerar mais meu ritmo para dar conta de tantos livros. Além disso, dentro do seminário, tínhamos aulas diversas.
Sigo Lendo e Amando!!!
Com 23 anos, fui passar uns dias na casa de um amigo em Ribeirão Preto. Fomos convidados para um encontro cujo tema era leitura dinâmica. Acabei ganhando o curso e aprendi a fazer a tal leitura dinâmica. Antes eu lia rapidamente, mas lendo uma linha por vez. Com esse curso, aprendi a ampliar meu campo de visão e consigo ler 3 linhas de uma vez só. Dependendo da diagramação do livro, consigo ler 4 ou 5 linhas de uma vez.
Tornei-me um leitor voraz. Encurtando a história, resolvi ser Blogueiro e Booktuber. Isso não ajudou muito a aumentar meu número de leitura. Muito pelo contrário. O fato de fazer duas resenhas para cada livro, sendo uma para o blog e outra para o canal, fizeram que eu precisasse diminuir a quantidade de livros para ter tempo. A questão também não é somente fazer as resenhas, mas também divulgar o trabalho. Tudo isso engendra um gasto de tempo enorme. Enquanto Blogueiro e Booktuber, a quantidade de leitura diminuiu drasticamente por conta da divulgação e por causa de uma internet lenta. Mas eu gostei do trabalho, visto que posso compartilhar meus gostos literários.
Existe algo também que colabora para que haja diminuição de leituras. Gosto de fazer a resenha assim que concluo a leitura e não somente pela questão da memória dos fatos e sim pela questão sentimental. Se o livro me trouxe alegria, gosto de escrever com o sentimento de alegria da leitura. Se o livro me traz medo, vou escrever com aquele sentimento de medo. Se ele exerce um fascínio, tenho que escrever totalmente fascinado pela obra. Enfim, não gosto de começar uma nova leitura, sem antes ter as resenhas prontas que foram feitas com meus sentimentos aflorados durante a leitura.
Conheça o Canal Filósofo dos Livros
Na Maratona Literária Nacionais 2016, eu me desliguei da preocupação de fazer resenhas e prossegui lendo. Consigo lembrar das leituras, mas não tenho memórias para guardar detalhes de 21 livros e os sentimentos de cada leitura acabou sendo perdido. Estou com a emoção de alegria do último livro que li. Não gosto de resenhar um livro com o sentimento no coração de outra leitura. Sinto que vou reler uma boa parte dos meus livros para resenhá-lo. Dessa vez, farei tudo sem pressa. Mas independente de qualquer coisa, gostei muito da experiência, pois as conclusões delas advinda me tornaram um leitor mais consciente.
Agora, diante disso, o que vocês acham? Vale a penas ler um número alto ou é melhor ler menos? Você é Booktuber e Blogueiro ou somente um leitor? Veja bem que minha opção de ler menos resultou do fato de ser Blogueiro e Booktuber. Se fosse apenas um leitor, agiria de forma diferente.
Aproveitem para conhecer o Canal Filósofo dos Livros, clicando aqui.
Abraços e até a próxima postagem!

6 comentários:

  1. Continue assim anjo, agora ja sei como ler rapido....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk Ri alto aquikkkk
      Obrigado, Betinha, kkk

      Excluir
  2. Muito bom! Grande leitor, grande autor, grande filósofo.

    ResponderExcluir
  3. Ual Nando muito legal, sou uma simples leitora cada vez mais apaixonada poe este mundo fantástico. Parabéns!!!
    Ahhh não posso deixar de falar do gato das fotos está lindo!!!1

    ResponderExcluir
  4. Hoje em dia os alunos reclamam por que os professores mandam ler tal livro para um respctivo trabalho, e com isso acho que afasta os jovens dos livros,acho que deveriam influência desde pequeno, e você foi ou melhor é um exemplo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!