Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sábado, 16 de abril de 2016

Desabafo da Escritora Érica Christieh

Olá Meus Amigos!
Escrever é uma arte. Todo escritor é um grande artista. Tal arte nos leva a viajar por mundos diversos e conhecer novas possibilidades. A arte da escrita nos leva a refletir e acarreta em crescimento ao ser humano. Escritores promovem sabedoria. Infelizmente ser escritor é algo não valorizado em nosso país. É impossível viver a partir da escrita. Os escritores são obrigados a desenvolver atividades paralelas para promover seu sustento. A triste constatação é desanimadora. Outro problema é a falta de apoio e divulgação. Escritores são obrigados a divulgar por conta própria o seu trabalho, e gastam mais tempo com esse ofício, do que propriamente escrevendo.
A escritora Érica Christieh faz o seu desabafo. Vocês podem conferir nas linhas abaixo:

Mantenho-me otimista quase o tempo todo, sobre todos os assuntos da minha vida, principalmente sobre o lado de Ser Escritora. Todas as manhãs, quando acordo, penso que "hoje vai ser diferente, hoje as coisas vão andar. Alguns não irão gostar, mas muitos outros gostarão, tenho certeza". Mas, nem sempre as coisas funcionam assim. Escrevi quatro livros até hoje e no dia que enfim decidi mesmo embarcar nessa aventura constante que é escrever histórias, sabia do trabalho árduo que seria chegar exatamente aonde eu queria. Sabia que seria difícil, que muitos nem sequer se dariam a oportunidade de conhecer aquilo que eu passei horas, dias meses e até mesmo anos criando. Que mesmo tendo a sorte ou talento suficientemente bom para se arranjar uma editora, elas muitas vezes não cumpririam o seu papel e eu me veria praticamente sozinha para divulgar o meu trabalho. Que desejaria ardentemente com todas as minhas forças ver os meus livros em livrarias espalhadas pelo país e nem mesmo descrito em seus contratos, as editoras cumpririam. Que poderia estar em bienais, feiras, eventos literários, porém me faltou meios ou pior, um incentivo para que isso fosse feito. 
Quem trabalha duro, nem sempre recebe respeito. Alguns leitores me desanimaram ao chamar meu livro de lixo. É triste? Certamente sim! Desanima gastar 99% das minhas energias, divulgando em páginas, grupos, blogs, sites e nem 1% das pessoas realmente lhe dá uma oportunidade de mostrar a elas o quanto você é boa naquilo que faz. Desanima a falta de apoio familiar e até mesmo no meio literário. Desanima ser enganada e passada para trás por aqueles que deveriam investir tempo nos livros. 
Quantas vezes, pensei em desistir meu Deus. Quantas vezes, pensei em deixar isso para lá, por que quase ninguém lê mesmo o que escrevo. O amor nunca me permitiu desistir. Meus personagens nunca me permitiram retroceder, mesmo sabendo que poucos o conheceriam. Sou ambiciosa sim, confesso. Quero que pessoas de todas as idades leiam os meus livros. Qual escritor não quer? Porém muitas vezes nadar contra a maré cansa, deixa-lhe fraco, faz-lhe preferir o fundo do mar do que prosseguir.
Escrever é uma parte importante da minha vida, eu não vou parar nunca. Vou colocar para fora tudo o que ainda está guardado dentro de mim, porém talvez, escreva só para mim, para que meus filhos e netos futuramente leiam. Poucos perceberão. Isso é fato. 
Provavelmente “Meu Destino”, último livro da trilogia "Minha obsessão", seja também o último publicado. Provavelmente! Talvez um dia, realize-se o meu sonho de ver meus livros nas livrarias, pelo menos da minha cidade, pelo menos uma única vez. Até lá fica aqui, registrado minha imensa gratidão aos parceiros a amigos que nunca desistiram de mim. Fica aqui registrado o trabalho, o amor e a dedicação diária de alguém que nunca desistiu dos seus objetivos. Estou esfalfada!

E vocês? O que acham dessa situação? Deixem suas opiniões nos comentários!
Abraços e até a próxima postagem.

31 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu agradeço por você compartilhar seu desabafo, minha querida!

      Excluir
  2. Infelizmente é a realidade de muitos. Escrever não é um mar de rosas, tem de amar a profissão para poder seguir em frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu tenho esperanças de que essa situação possa ser revertida, minha querida escritora.
      Beijos!

      Excluir
    2. Uma profissão tão nobre né Ana, merecia com toda certeza ser mais valorizada. só por amor mesmo. Grande beijo

      Excluir
  3. Tenho pensado seriamente nessa decisão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inevitável não pensar diante das inúmeras dificuldades que passamos no processo de escrever e publicar um livro. Difícil Paliny. Grande beijo.

      Excluir
  4. Verdade querida amiga Érica. Infelizmente vivemos em um país de merda, onde somente o que não presta é valorizado. É triste mais é a dura realidade desse país corrupto chamado Brasil. Onde políticos roubam descaradamente a população e continuam impunes, a verdadeira vergonha nacional. E escritoras talentosas como você não tem o reconhecimento e prestígio que merecem. Não desista de seus sonhos. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fez outro desabafo aqui, meu amigo!
      Abraços!!!!

      Excluir
    2. Verdade Luciano. Isso que você descreveu é o que eu digo lutar contra a maré, difícil e desanimador. Obrigada pelo apoio e incentivo. Grande beijo meu amigo.

      Excluir
  5. Eu sempre disse que o mundo literário é repleto de "lobos em pele de cordeiros". Não é porque dirijo a equipe Percurso que vou discordar dessas palavras, porém, já estive do outro lado, já vi promessas que nunca foram cumpridas e já fiz desabafo semelhante... já cheguei a desistir! E é justamente por conhecer o tamanho dessa dor que luto para que a Percurso seja diferente. Ainda não ganhamos todo o Brasil, pois dificilmente alguém (livrarias) dá espaço a uma empresa nova. Porém, não desisto. Os livros da Percurso estão em livrarias físicas, nós divulgamos, atualizando sempre nossas redes sociais, valorizamos os autores na prática, e não em slogans bonitinhos pra chamar a atenção. Então, o que peço a Ericah é um pouquinho de paciência, porque a jornada, quando é dura demais, a vitória é grande.
    A Percurso está do seu lado, e lutaremos juntos para que esse quadro mude.

    **Depois desse texto, será que alguém ainda vai me perguntar o motivo de aceitar a Ericah na equipe de autores? Não resta dúvida alguma sobre seu talento.


    Parabéns ao Fernando e a Ericah pela coragem e pela sinceridade em expor esse texto.


    Abraços! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vanessa pelas suas palavras. A Érica já tinha feito eu me emocionar. Agora você fez meu olho esquerdo se dissolver em lágrimas!
      Abraços!!!

      Excluir
    2. Obrigada Vanessa. Acredito no trabalho da Percurso, acredito que cresceremos juntos sim e vou trabalhar como sempre, para que isso aconteça. Grande beijo e obrigada pela oportunidade.

      Excluir
  6. Tenha paciência que tudo dará certo, se você chegou até aqui pessista lá na frente você foi complicado foi dificil mais venci!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo conselho dado a minha amiga Érica.
      Abraços!!!

      Excluir
    2. Obrigada Beta pelas palavras de incentivo!

      Excluir
  7. É amiga, também penso assim. Ultimamente estou inteiramente desanimado em continuar. Quero ser apenas leitor, como sempre fui na infância. às vezes, penso que minha atual publicação será o último livro como autor. Às vezes, duvido chego a duvidar desse talento que alguns amigos dizem que tenho. Será que o tenho mesmo? Sei lá. Compartilho com você também o sentimento que teve ao escrever esse desabafo. Estou no mesmo barco e também sinto isso tudo e, apesar de pensar como você, na posição de amigo, mesmo com fraqueza, digo a ti que não desista. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Léo!
      Agradeço pelo seu depoimento e palavras de apoio para a Érica.
      Abraços!

      Excluir
    2. Todos os dias bate esse pensamento se devemos ou não continuar. Saiba que voce tem talento sim e assim como eu, um dias alguns enxergarão isso. Vamos acreditar! Grande beijo

      Excluir
  8. Realidade brasileira um povo que se diz unido não desiste nunca. Deveriam lutar pela cultura pela saúde pelo povo que sofre neste país tão rico de (sabedoria, informação, sonhos vida) mas tudo preso pedindo pra ser libertado. Erica tenha força e fé não desista.

    ResponderExcluir
  9. Ricardo Faria
    Érica, ler seu desabafo foi bom. Bom, no sentido de que eu, que estou começando agora, também sinto o mesmo que você. Felizmente, na família não tenho oposições, mas quantos amigos me deixaram na mão no lançamento do meu livro!!! E que editoras são essas, que te obrigam a pagar pela impressão um preço altíssimo e não gastam um centavo para divulgar seu livro! Sabia que nem no site da editora tem a foto do meu livro? Se não fossem os amigos virtuais como o Fernando, o Leo, a Daya, a Jessica, a Cinthia Pires, e outros para quem enviei meu livro (entenda-se, da minha quota, pelos quais paguei, pois não recebi nenhum livro para ofertar, e ainda tive de pagar os correios para entregar...) e que fizeram belas resenhas, acho que ninguém estaria sabendo que escrevi um romance. E tenho um segundo, continuação da história deste... já pronto. E tenho um terceiro, mais voltado para o público juvenil, já pronto e revisado).
    E ainda, estou na bienal de MG, para fazer "sampling". Tenho um banner lá? não! tenho marcadores para ofertar? Não, teria se eu bancasse a impressão deles! Quando cheguei lá, ontem, meu livro estava ao lado de dezenas de livros voltados para adolescentes e inclusive com uma autora presente que já é conhecida e tem um fã-clube enorme. Com muito custo, uma funcionária trocou meu livro de lugar para que eu pudesse, pelo menos, ficar ao lado dele... É uma vergonha! E Vanessa, eu até fui em SP à sua procura naquele festival que a Priscila organizou no shopping Aricanduva, não te encontrei lá, eu levei um dos originais para te apresentar. Queria saber se você tem interesse e como faço para te remeter, se impresso ou por email. O Fernando já me garantiu que a Percurso é bem séria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ricardo por dar seu depoimento.
      Abraços!!!

      Excluir
    2. É dificil mesmo Ricardo! Obrigada pelas palavras

      Excluir
  10. É muito difícil mesmo. E é triste essa realidade. Mas por mais que seja difícil, acho que não devemos desistir. Seria como matar nossos sonhos, e para mim essa é a pior morte de todas.

    ResponderExcluir
  11. Érica, seu desabafo também é o meu. Chorei bastante lendo suas palavras. É uma luta MUITO grande ser escritor no Brasil. Tem dias que ela chega a ser desumana e tenho a impressão de que serei obrigada a desistir de tudo para preservar minha sanidade mental. Mas não desista. Apesar de tudo, estou certa de que, se nascemos com esse dom, é porque ele é necessário ao mundo. Mantenha-se forte e corra sempre atrás dos seus sonhos. Algum dia todos eles se realizarão pelo poder de sua luta e persistência <3

    Shirlei Ramos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shirley, só vi seu comentário muito tempo depois. Peço desculpa pela demora e agradeço sua opinião.

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!