Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

domingo, 17 de abril de 2016

R.F. Lucchetti, o Papa da Pulp Fiction, comenta o desabafo de Érica Christieh


Olá Amigos do Mundo Literário!
No post anterior, publiquei o desabafo da escritora Érica Christieh. Se você não leu, clique aqui.
A autora falou sobre suas inúmeras dificuldades nesse mundo da Literatura. O também escritor Rubens Francisco Lucchetti conhecido como o Papa da Pulp Fiction, solidarizou-se com nossa amiga e comentou seu desabafo no facebook. As palavras do Mestre traduzem algo importante, e por isso, resolvi compartilhar com vocês. O texto encontra-se nas próximas linhas:

Já falei aqui, algumas vezes, sobre minha situação de ficcionista. 
Vou falar hoje um pouco mais, devido ao desabafo de nossa amiga Érica Christieh. 
Desde criança, meu sonho foi escrever. Não sei fazer outra coisa, confesso. Tive a sorte de trabalhar com alguns dos mais notáveis desenhistas brasileiros ou aqui radicados (Nico Rosso, Julio Shimamoto, Rodolfo Zalla, Eugênio Colonnese, Edmundo Rodrigues, Juarez Odilon, José Menezes, Sérgio M. Lima, Sampa, entre outros), realizando cerca de trezentas histórias em quadrinhos. Tive também a sorte de meu caminho cruzar com o do cineasta Ivan Cardoso e pude, então, escrever alguns roteiros de filmes que me encheram de orgulho. Escrevi cerca de cem livros que considero razoáveis. Considero que eles não são nem melhores nem piores do que similares importados. 
Digo que nunca foi fácil para mim publicar aquilo que eu queria (os 1.547 livros que escrevi por encomenda não conto porque foi um trabalho mercenário e já encomendado pelos editores). Digo esses cem livros que considero razoáveis. 
Como a Érica, sempre desejei ver meus livros nas livrarias de todo o país, publicados por grandes editoras. Infelizmente, essas grandes editoras não se interessam pelo autor nacional e condicionaram os leitores ao lixo importado. LIXO IMPORTADO! REPITO; LIXO IMPORTADO! Porque a maioria dos livros que infestam as nossas livraria hoje (livrarias essas que se encontram quase que somente nos famigerados centros de compras) são lixo! Produtos descartáveis. Produtos de uma única estação. Durante uns trinta anos, fui esnobado pelas grandes editoras. Meus originais voltavam com uma velocidade! Percebia que os editores nem havia se dignado a folhear o original. Conforme eu enviara, ele estava. 
Por sorte, em 2014, surgiu na minha vida um grupo mexicano que acreditou em mim, dando-me uma razão de viver. Comecei a reescrever alguns livros, para serem publicados na Coleção R. F. Lucchetti (em julho sairá o volume quatro de um total de quinze). Depois, vieram convites da Editora Laços e da Argonautas Editora, duas casas editoriais pequenas no tamanho mas grandes em suas propostas. 
Eu quero dizer para a Érica, que parece desanimada e cansada, não desista de seu sonho. Persista e insista.Um dia ele será realizado. Não se deixe abater por criticas destrutivas. Ela só podem vir de pessoas frustradas.

Espero que as palavras do Mestre sirvam de incentivo aos meus amigos escritores. Deixem nos comentários as opiniões de vocês.
Beijo no coração e até a próxima postagem.

8 comentários:

  1. Sábias palavras do grande mestre R.F.Luchetti. O lance é não desistir jamais, dificuldades sempre existirão. Então digo mais uma vez transforme seu sonho em realidade, e quando o fizer terás uma felicidade que não tem preço. Abs!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom e incentivadoras as palavras do Rubens! Agradeço a ele por esse recado tão lindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Lucchetti sempre ficará guardado em meu coração como o grande Mestre.

      Excluir
  3. Belas palavras ein, e ele está completamente certo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Lucchetti tem muitas coisas para nos ensinar.

      Excluir
  4. Palavras de um grande escritor que como todos no Brasil só querem ser reconhecidos. Lutar e nunca desistir belas palavras.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!