Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

domingo, 15 de maio de 2016

Entrevista com o Jovem Autor Andrey Reinaldo

Olá, Queridos Amigos!
Ele tem uma espécie de câncer raro. Bem jovem, apenas 15 anos, lançou ontem seu primeiro livro "Crônicas Feéricas, Vol. I - A queda de um Reino”, pela Editora Percurso no 2º Encontro de Leitores do Sertão Central em Quixadá/CE. Concedeu-me uma entrevista, e confesso que não esperava respostas tão amadurecidas e tão motivadoras. O autor Andrey Reinaldo pode ser reconhecido como um dos grandes exemplos para a nova geração de escritores brasileiros. Já me tornei fã desse menino e guardarei essa entrevista em meu coração para sempre.
Scheila Medeiros, mãe de Andrey Reinaldo
Antes de entrevistá-lo, conversei com sua mãe Scheila Medeiros que não se demonstrou, apesar dos fatos, uma mãe coruja. E olha que ela teria tudo para isso.
Scheila é a mãe que tem claridade a respeito do seu filho e consegue falar dele a partir de verdades e nunca usa exageros. Futuramente, se ela topar, pretendo entrevistá-la também.
Voltemos ao Andrey. Da mesma forma que estou surpreso e emocionado, garanto que vocês serão contagiados por fortes sentimentos em relação ao menino. Confiram!

ENTREVISTA
- Filósofo ­dos Livros: Olá, Andrey! Cara, estou imensamente feliz com sua presença aqui no Blog Filósofo dos Livros. Que bom que você topou em conceder-me essa entrevista! Vamos começar do princípio. Andei fofocando com sua mãe e já sei de alguns detalhes do garoto prodígio que você é. Começou a ler com dois anos? Conte para nós e diga tudo sobre como você adquiriu o gosto pela leitura e o que o levou a escrever um livro. 
- Andrey Reinaldo: Andou se informando direto na fonte, hein? Sim, eu comecei a ler com dois anos (mas, cá entre nós, não me lembro de nada que eu li!). Sempre gostei de histórias. Sempre gostei de toda a ideia de criar personagens, de criar um novo mundo, onde eu podia controlá-lo, fazer as minhas próprias leis. O gosto pela leitura, veio somente depois de ler Harry Potter e a Pedra Filosofal - aquilo para mim, era uma coisa de outro mundo! Como aquilo saiu da mente de uma mulher? Ou ela viveu aquilo e não quer contar aos trouxas?! 

Andrey, Vanessa Araujo (Diretora Executiva
da Percurso e Renan (irmão do autor)
- Filósofo dos Livros: Você teve apoio familiar em relação a sua carreira de escritor? 
- Andrey Reinaldo: Tive todo o apoio familiar possível. É claro que sempre vem aquelas advertências dos pais de vez em quando, que o mercado literário não é fácil, e até o sucesso, o reconhecimento, ainda tem muito chão! O apoio familiar é importante demais! 

- Filósofo dos Livros: Quais são suas fontes de inspiração? Seus personagens são baseados em pessoas reais? 
- Andrey Reinaldo: Se eu lhe contar minhas fontes de inspiração, vão ter que fechar as passagens para o Outro Mundo! hahaha Eu sempre procuro escutar músicas quando estou escrevendo, elas me ajudam a relaxar. Também depende muito do meu humor. Quando estou com raiva, a história fica mais tensa, quando estou mais calmo, dou uma amenizada nas coisas... 

- Filósofo dos Livros: Ao escrever um livro como é o seu processo de criação? Você tem algum ritual? Costuma se isolar das pessoas? Existe algo que lhe atrapalha? 
- Andrey Reinaldo: Começar a escrever um livro é sempre difícil, pois nós temos uma ideia de como a história vai ser, mas passar essa história para o papel é difícil! Costumo começar a escrever uma cena aleatória, e depois vou desenvolvendo a história. Para escrever, costumo ignorar o resto do mundo. Parece estranho, mas funciona. Mas, a principal coisa que me atrapalha, é o barulho... se eu pudesse, escreveria numa bolha. 

- Filósofo dos Livros: Vamos falar mais sobre seu livro, mas antes gostaria de realizar perguntas sobre um assunto delicado. Fiquei sabendo que você tem uma espécie de câncer. Como foi essa descoberta? Como ela lhe afetou? Você sente dores fortes? Enfim, fale tudo que for possível para nós.
- Andrey Reinaldo: Sim, tenho um cisto ósseo. Um cisto ósseo é um buraco cheio de líquido que se desenvolve dentro de um osso, e, de acordo com meu médico, eles geralmente não causam quaisquer sintomas, e geralmente não representam uma ameaça grave para a saúde. (estou parafraseando, mas acredito que seja isso mesmo.) De início, fiquei preocupado, mas logo depois, fui me tranquilizando. Receber o diagnóstico é sempre a pior parte. Eu já esperava que o pior fosse acontecer, mas ao longo do tempo, as coisas foram melhorando. 

- Filósofo dos Livros: E a família? Como ela ficou nisso tudo? 
- Andrey Reinaldo: Todo e qualquer apoio é necessário. Nesses momentos, a família é mais importante do que tudo. Eles deram todo o apoio necessário. Todo tempo eles estavam ali comigo. 

- Filósofo dos Livros: Sua aparência é extremamente saudável. Geralmente, quando alguém fala que tem câncer, as pessoas tendem a imaginar uma figura calva, magra e doentia. Ao mencionar seu estado, o que as pessoas lhe dizem? 
- Andrey Reinaldo: Sabe, mas mesmo sabendo que não era algo grave, todo dia, eu pensava que seria meu último dia. No começo, eu sentia muita dor, mal conseguia me mexer, apesar de ter quebrado somente o braço. É difícil, primeiramente, entender que aquilo aconteceu com você. No hospital, eu pensava que tudo aquilo era um pesadelo, e que eu iria acordar, e tudo iria estar bem, mas no fundo, você sabe que é real, sabe que aquilo aconteceu. Só não sabe o que vai acontecer em seguida. Quando eu falo isso para as pessoas, geralmente elas não acreditam. Falam que eu estou fazendo drama, que estou mentindo. E eu tenho que dar uma verdadeira aula de medicina para eles, explicando tudo

- Filósofo dos Livros: Você faz algum tratamento? Existem reações ruins? 
- Andrey Reinaldo: Não existem reações ruins depois de um tempo, somente nos primeiros dias, mas, não faço um tratamento, mas um acompanhamento, para saber se o cisto está se fechando, pois quando quebrei o osso, o cisto se rompeu, e vou ficar fazendo esse acompanhamento para ter certeza de que o osso está se calcificando. 

- Filósofo dos Livros: O que você diria para outros jovens que passam pela mesma situação? 
- Andrey Reinaldo: Tenham fé. Fé não é somente acreditar em Deus, ou em uma divindade. Fé, é confiança em alguém ou em algo. Mas, toda a confiança que tiver. Tenha fé em si mesmo, que tudo vai dar certo. 

Crônicas Feéricas, Vol. I 
A Queda de um Reino
- Filósofo dos Livros: Voltemos ao seu livro. Qual é o nome e sobre o que fala? Sei que é o volume 1. Mas volume 1 de uma série de quantos livros? 
- Andrey Reinaldo: “Crônicas Feéricas” é a minha série de estreia, que tem como subtítulo do primeiro livro, “A queda de um reino”, e fala sobre um jovem que desconhece suas origens mágicas, e quando ele completa sua maioridade no mundo mágico, ele é resgatado da cidade de Nova York, de onde foi deixado quando criança. Mas esse abandono foi necessário, por causa das criaturas das trevas, que tem sua ascensão depois que tomam conhecimento de que o herdeiro portador de uma relíquia, havia nascido. Ela é uma série, e não tem um número de volumes definidos (por enquanto), pois creio que a história toma seu próprio rumo depois de um tempo, cria vida própria! 

- Filósofo dos Livros: Sua obra tem alguma mensagem ou você escreveu apenas com vontade de entreter os mais jovens ou os mais velhos como eu? (risos) 
- Andrey Reinaldo: Na verdade, eu a escrevi com uma mensagem de que mesmo que  o mal esteja em maioria e o bem em minoria,  podemos fazer a diferença. Mesmo que não consigamos mudar o mundo,  somos capazes de  fazer a nossa parte para construir um lugar melhor.

- Filósofo dos Livros: Você tem projetos para outros livros? 
- Andrey Reinaldo: Claro que sim! Já tenho vários projetos em mente! Agora, estou escrevendo um livro mais voltado para o publico adulto, contando sobre o submundo da fama. Agora, se eu contar mais que isso, vou ter que publicar o livro logo! E ele só está no começo, não tenho uma semana de escrita... ainda não “engrenei” na história! 

- Filósofo dos Livros: Que conselhos você daria para os futuros escritores? 
- Andrey Reinaldo: Não desistam! As dificuldades sempre vêm, mas elas só vão fortalecer sua escrita. Tenham determinação. Persistam, resistam e não desistam! 

- Filósofo dos Livros: No Brasil, qual é o seu escritor predileto? E lá fora, qual seria? 
- Andrey Reinaldo: Agora, você me pegou de jeito... Tenho vários favoritos! Mas, atualmente, minha escritora favorita no Brasil, é a Carolina Munhóz, e o escritor, Raphael Draccon. E lá fora seria, é, e sempre será J.K. Rowling, autora de Harry Potter. 

Mylena Araújo, Jefferson Andrade,
Dorinha Marinho e Andrey Reinaldo
são grandes Autores Nacionais
- Filósofo dos Livros: Há grande preconceito em relação aos autores nacionais. Você tem noção sobre o assunto? O que você acha que pode ser feito para acabar com essa situação? 
- Andrey Reinaldo: Creio que, algumas editoras preferem os livros estrangeiros aos nacionais. Sou bem contra várias dessas editoras. Mas, o importante é o caixa. Eles publicam mais livros estrangeiros, justamente por causa da garantia de retorno. Eles pegam um livro com sucesso no exterior, e já sabem que ele vai fazer sucesso. Principalmente de um autor mais conhecido. Acho que as editoras deviam valorizar mais os autores nacionais, pois existem livros muito melhores que os de fora, que estão escondidos por aí... 

"Meu cérebro tem tanquinho,
tem músculos definidos!"
- Filósofo dos Livros: Como é o seu cotidiano? Você lê bastante? Pratica esporte? Exerce alguma atividade religiosa? O câncer limita ou você consegue vencer de boa as adversidades. Conte para nós. 
- Andrey Reinaldo: Eu leio bastante, mas não pratico esporte. Em troca disso, meu cérebro tem tanquinho, tem músculos definidos! Minha atividade religiosa, é, normalmente, ir à igreja. hahaha O câncer não limita muito que eu faça atividades físicas, mas elas têm que ser feitas com cautela, para que eu não coloque muita força no braço. 

- Filósofo dos Livros: Ah, já ia me esquecendo de algo importante. Seu livro foi lançado ontem dia 14 de maio no 2º Encontro de Leitores do Sertão Central em Quixadá/CE. Fale para nós como foi o evento, suas emoções, etc. 
- Andrey Reinaldo: É bem estranho estar na frente de várias pessoas. Nunca fiquei na frente de tantas pessoas na minha vida. Acredito eu, que tenha sido mais de 100 pessoas! Dá aquele frio na barriga, mas é muito gratificante saber que as pessoas estão ali e querem conhecer seu trabalho. 

Andrey concedendo entrevista no
lançamento de seu livro
- Filósofo dos Livros: Que bom que foi sucesso, meu amigo. Agora quero saber quem é Andrey Reinaldo? Como você se define?
- Andrey Reinaldo: Um garoto de 15 anos que tem muitas histórias para contar, e que por meio dessas histórias, quer passar para o mundo que nem tudo é fácil, mas também nada é tão difícil que não possa ser resolvido. Não sou muito bom em me definir, como você percebeu. 

- Filósofo dos Livros: Para finalizar, deixe uma mensagem para nossos leitores. 
- Andrey Reinaldo: Eu quero agradecer por vocês terem chegado a essa parte da entrevista! Muito obrigado por dedicar um pouco de seu tempo para isso! Só quero dizer, que, sem vocês leitores, nada disso seria possível. E para todas as pessoas que me ajudaram a publicar esse livro, quero dizer que ele pode não ser a melhor história do mundo, mas foi escrito de todo coração! 

Andrey Reinaldo e
o seu belo sorriso
- Filósofo dos Livros: Andrey, quero lhe dizer que você é um grande exemplo de vida. Passar por tantas situações difíceis e manter esse sorriso lindo não é para qualquer um. Publicar um livro aos 15 anos? Puxa! Sinto-me honrado por ter feito essa entrevista com um jovem autor. Digo de todo coração que desejo um enorme sucesso para você e vou guardar esse momento com muito carinho. 
- Andrey Reinaldo: É um prazer ter concedido essa entrevista, contar um pouco sobre minha história de vida e sobre meu livro! Muito obrigado!

O que vocês acharam da entrevista? Eu adorei!!!
Querem adquirir o livro "Crônicas Feéricas, Vol. I - A queda de um reino”, de Andrey Reinaldo, publicado pela Editora Percurso? Entre na página da editora e deixe seu recado por inbox, basta clicar aqui.

O Caminho onde as histórias se encontram
Agradeço a presença de vocês que acompanham o Blog Filósofo dos Livros. O contato com meus leitores é muito importante para mim. Valorizo cada pessoa e externo meu carinho.
Abraços e até breve com muito mais novidades!!!

26 comentários:

  1. Parabéns pela entrevista, Fernando. E parabéns ao Andrey pelo esforço e persistência! Grande abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Claudinho!!! Valeu pela opinião!!!
      Abração!!!

      Excluir
  2. Adorei a entrevista! Parabéns ao Andrey um verdadeiro vencedor. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Luciano. O menino é exemplo de vencedor mesmo. Valeu!!!!

      Excluir
  3. Linda entrevista! Parabéns Andrey!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Kaue!!!
      Um dia, você será entrevistado aqui também. Aguardeeee!!!

      Excluir
  4. Que mimo de entrevista simplesmente ameii, como potterhead e Feérica de coração estou ansiosa para conhecer essa bela obra, parabéns Fernando por essa bela entrevista.
    ps:Viu só Andrey nós mulheres também criamos ótimos mundos fantásticos haha, Bjão e muito sucesso para você querido <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadoooo!!! O que é Feérica? Preciso me inteirar no termo, rs...
      Beijos e muito obrigado pela participação, Cristy!!!

      Excluir
    2. Feéricos são seres mágicos(parte fada)
      Segundo os livros de Sarah J. Maas,mudam de forma de feérica para animal,na maioria são guerreiros e possuem aparência similar a de Elfos. rsrs bjs :)

      Excluir
    3. Eu achei que era uma criação do autor, mas agora descobri que ele criou uma excelente história inspirada em algo existente. Gostei. Preciso conhecer os termos do mundo da fantasia, rs.. Obrigado, Cristy

      Excluir
  5. Parabéns Fernando pela matéria... parabéns ao Andrey pelo exemplo de dedicação e por provar que qdo queremos algo, absolutamente nada pode nos impedir... Um imenso prazer em conhecê-lo no evento meu garoto....
    Grande abraço Fernando e mantenha o excelente trabalho e todos nós, autores e leitores, só temos a agradecer...
    Jefferson Andrade
    www.jeffersonandradeescritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jefferson!!!
      Obrigado pela sua opinião e pelos elogios. Em breve, quero entrevistá-lo também!!!
      Abraços!!!

      Excluir
  6. Parabéns Fernando pela matéria... parabéns ao Andrey pelo exemplo de dedicação e por provar que qdo queremos algo, absolutamente nada pode nos impedir... Um imenso prazer em conhecê-lo no evento meu garoto....
    Grande abraço Fernando e mantenha o excelente trabalho e todos nós, autores e leitores, só temos a agradecer...
    Jefferson Andrade
    www.jeffersonandradeescritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você gostou mesmo da matéria, pois comentou duas vezes, kkkk

      Excluir
  7. Adorei a entrevista, eu fiquei admirada pois eu estava no encontro e não sabia que ele era tão jovem! Adorei seu blog!
    Http://literafeto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Andrey é um jovem talento que merece admiração. Agradeço sua presença no blog!!!!

      Excluir
  8. Adorei a entrevista Fernando, parabéns. E parabéns ao Andrey também.
    ateoriadaslaranjas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Adorei a entrevista Fernando, parabéns. E parabéns ao Andrey também.
    ateoriadaslaranjas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Sinceramente, eu me orgulho - e muito - de ser irmão do Andrey. Realmente, ele é um exemplo para nossa sociedade.
    Eu apoio muito ele e sempre apoiarei!
    Desejo ao Andrey, meu irmão, muito sucesso!

    E, Fernando, adorei a entrevista!
    Beijos, Fer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu comentário me emocionou, Renan. Muito obrigado!!!

      Excluir
  11. Nossa que entrevista maravilhosa, tão jovem e não se abalou isso ai Andrey parabêns pelo entusiasmo e continue sempre de cabeça erguida, meu amigo querido entrevista show de bola e bastante, alto astral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Betinha!!! Eu me alegro muito com seus comentários!!!

      Excluir
  12. Amei a matéria e adorei conhecer um pouco mais o meu colega de editora.E Andrey que superação!É uma luta.
    Parabéns para mãe e familia que são a base de tudo.

    E trilhar o mundo da escrita ainda tão jovem realmente é uma estrada instigante, árdua mas cheia de carinho e felicidade.

    parabéns pela matéria Fernando.
    http://rob-umarosaazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço a você, Roberta, pelos elogios. O Andrey é o grande exemplo de superação.
      Abraços!!!

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!