Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Kéfera empata com Machado em lista de autores, diz pesquisa

Olá, Galera do Mundo Literário!
Compartilho com vocês uma matéria do "G1 - Educação" escrita por Mariana Nogueira*, em São Paulo. Algumas pessoas poderão detestar o texto por citar a Kéfera, entretanto, poderão ver que existem coisas bem positivas. Mesmo sabendo dos preconceitos que o artigo pode estimular, estou confiante que também servirá de incentivo para os leitores. Após a matéria, não irei tecer qualquer comentário, mas gostaria de ler a opinião de vocês. Aproveitem o espaço para a discussão. Creio que o debate sobre o assunto é algo bem interessante. 

Meu Deus!!!
Youtuber e imortal tiveram mesmo número de citações como autor dos últimos livros lidos pelos entrevistados. Ibope fez a pesquisa para Instituto Pró-Livro.

A youtuber brasileira Kéfera Buchmann entrou na lista dos autores mais citados entre os entrevistados ouvidos para a 4ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Ibope sob encomenda do Instituto Pró-Livro.
A pesquisa apontou que o número de leitores no Brasil cresceu 6% entre 2011 e 2015 , e que o total de livros lidos nos três meses anteriores à pesquisa foi de 2,54 obras. 

Mamis e o livro da Kéfera
'Muito mais que 5inco minutos' 
A youtuber Kéfera Buchmann fez sua estreia no universo da literatura com o livro "Muito mais que 5inco minutos" (editora Paralela), lançado em agosto do ano passado. A publicação apareceu na pesquisa integrando a lista das 18 obras citadas como as mais recentes leituras dos entrevistados.
A Bíblia ocupa o topo dessa lista, assim como foi nas edições de 2007 e de 2011. Em 2015, ela foi citada 225 vezes. O segundo lugar, "Diário de um banana", teve 11 menções. O livro de Kéfera e os demais empatados tiveram 4 citações. Ao todo, a pesquisa ouviu 5.012 pessoas em todos os estados do Brasil. 
"Muito mais que 5inco minutos" teve o mesmo número de menções que "Cidades de Papel", "O Código da Inteligência", "Livro de Culinária", "Livro dos Espíritos", "A Maldição do Titã", "A Menina que Roubava Livros", "Philia" e "A Única Esperança".

Machado de Assis
Cury, Kéfera, Machado e etc
O nome de Kéfera aparece na lista de "autores dos últimos livros lidos". Nesse critério, o autor mais citado, Augusto Cury, teve 21 menções, seguido por João Ferreira de Almeida (14), Zibia Gasparetto (11), Padre Marcelo Rossi (10), Cristiane Cardoso (9), Paulo Coelho (9), Allan Kardec (8), John Green (8), e Chico Xavier (7).
Na sequência, com cinco citações, Kéfera aparece empatada com Ellen G. White, Machado de Assis, Padre Fábio de Melo, Maurício de Souza e Edir Macedo.

Monteiro Lobato
Mais conhecidos 
Apesar do empate, Kéfera não repetiu o desempenho quando os pesquisadores fizeram duas outras perguntas: "Quais são os escritores que o(a) sr(a) conhece?" e "Quais são os escritores que o(a) sr(a) mais gosta ou gostou de ler?". Nessas duas questões, Monteiro Lobato e Machado de Assis se alternam como os mais citados. 
Segundo a pesquisa, o número de leitores no Brasil subiu 6% entre 2011 e 2015. O levantamento, que teve abrangência nacional, aponta que o país tem cerca de 104,7 milhões de leitores, ou seja, 56% da população. 
A metodologia da pesquisa considera como leitor, aquele que leu, inteiro ou em partes, pelo menos um livro nos últimos três meses. No intervalo entre as pesquisas, o percentual de homens considerados leitores foi o que mais subiu. O percentual passou de 44%, em 2011, para 52%, no ano passado. 
A Bíblia foi citada como o "gênero" que mais costuma ser lido entre aqueles que não estão estudando, sendo citado por 50% dos entrevistados com esse perfil. Entre os estudantes, a Bíblia foi citada por 31% dos entrevistados, mesmo percentual que a resposta "contos", seguindo por "didáticos" com 28%. 
Depois do "gosto ou interesse pessoal", com 47%, a motivação religiosa foi apontada como a segunda principal razão para ler, com 22% das respostas. "Indicação da escola" aparece na sequência com 10%, "para se distrair" teve 8% e "por motivo profissional", 7%. 


Pedro Henrique Dias está lendo '1984', de George Orwell
(Foto: Arquivo/Raul Zito/G1)

(*Sob supervisão de Ardilhes Moreira)
Fonte Original da Matéria

8 comentários:

  1. Pesquisa interessante pois mostra que Kéfera está tendo o seu reconhecimento como escritora. Se ela está empatada com um dos escritores clássicos do nosso país creio que é uma honra para ela. Além do mais ela também é youtuber o que ajuda bastante, pois sabemos que a geração atual prefere assistir a uma resenha em vídeo do que lê-la escrita. O que me deixa contente é saber que o número de leitores vem aumentando, isso é excelente. Abraço Fernando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, meu amigo!!!
      Como sempre sua opinião vem abrilhantado nosso espaço.
      Creio que isso pode ser positivo para o mercado literário. Você viu que houve um aumento de leitores masculinos? Isso será bom para nós, afinal nosso livro é EXPRESSAMENTE PROIBIDO PARA MULHERES, rs...
      Eu lhe agradeço pela presença!!!

      Excluir
  2. Muito legal essa pesquisa. É bom saber que uma autora brasileira está sendo tão bem falada. Nunca li o livro dela, então não posso opinar se concordo com a pesquisa, mas fico feliz por ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pesquisa traz dados bem interessantes.
      Obrigado pela sua opinião no blog.
      Abraços!!!

      Excluir
  3. A questão bem relevante e não discutida é o fato de ler partes do livro nos últimos três meses ser critério para identificar um leitor.
    Desde quando ler partes de um livro faz de alguem um leitor? Quando VC lê trechos de um livro sequer compreende o livro como um todo ou se o autor teve capacidade de rmanter coerência, desenvolver perfil adequadamente ou transmitir mensagem.
    Nem menciono kefera como comparação a Machado de Assis. E sinceramente? Vejo muitos jovens escrevendo calhamaços de 500 páginas e reclama de ler resenha de 30 linhas ou até menos? Quem lê os livros desses autores de trilogia se todo mundo não quer ler uma simples resenha?
    Qual a dificuldade real e mais porque ouvir falar de livros?livros só precisam ser ouvidos se for audiobooks...fora isso , prefiro ler sobre livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Michelle!
      Gostei muito de sua opinião. Fizestes observações bem interessantes.
      Abraços!!!

      Excluir
  4. Vixi não curto Kefera vi uns videos dela que desagradou muito...Os escritores citados ae são oa melhores Kefera empatar com Machado de Assis pow o povo num sabe ler minha opiniãooo

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!