Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Resenha: A Escolha de Eron, de Ademilson Chaves, Selo Jovem

Olá, Amigos Literários!
Preparados para uma história eletrizante, emocionante e mega fascinante? Hoje, trago para vocês a resenha de "A Escolha de Eron", do autor Ademilson Chaves, publicado pela Selo Jovem.
Lombada do livro "A Escolha de Eron"
Vocês sabem o significado do verbo elogiar? Segundo o dicionário, a palavra provém do latim elogiare, e significa exaltar, louvar, gabar, engrandecer e enaltecer as qualidades de algo. Diante da grandiosidade da obra, o verbo fica diminuto, e não consigo encontrar outro vocábulo que expresse sua magnitude. Torna-se impossível não prorromper em elogios ao livro, e ao mesmo tempo, não experimentar a sensação frustrante por não encontrar as melhores palavras para nobilitar o opúsculo.
"A Escolha de Eron" é praticamente sinônimo de perfeição literária. O autor conseguiu reunir em suas páginas o que  há de melhor. Encontramos uma trama instigante e envolvente. Sua narrativa impecável seduz o leitor de forma contundente. Os personagens não são idealizados, trazem a marca da humanidade e por isso, são verdadeiros. São pessoas com as quais cruzamos em nosso cotidiano. Algumas são boas e outras são más.
A Contracapa do livro está linda!!!
O autor Ademilson Chaves escreve com uma linguagem gostosa e adequada para a maioria dos leitores entender o seu conteúdo sem executar qualquer sacrifício. O livro não se torna chato em momento algum e não nos faz ficar indo atrás de um dicionário a cata do significado de um termo difícil. Toda narrativa se faz compreensível.
A história gira em torno de Eron e todos os dilemas de sua vida.  O protagonista, um advogado, deseja apenas uma vida simples e feliz. Porém, sabemos que a existência humana não é fruto apenas de nossas escolhas, mas daquelas que outros fazem em suas vidas. O existir é um constante entrelaçamento das diversas existências que nos cercam. Nesse sentido, o outro pode ser nosso inferno ou nosso paraíso.
Lindo Marcador!!!
Eron experimenta as alegrias do paraíso, bem como as agruras do inferno. Na balança vital de sua humanidade, pesou o inferno, e ele teve sabedoria para realizar suas escolhas e para arcar com suas consequências. Nem sempre, ocorreram escolhas corretas, entretanto diante de tantas confusões, o herói optou pelas melhores, até mesmo de maneira inconsciente.
No tracejar do enredo, notamos que Ademilson Chaves tinha pleno conhecimento de tudo que planejava transmitir. Os pequenos detalhes foram bem escolhidos e bem delineados. Não encontramos furos e a trama foi bem amarrada. Pormenores como a covinha de um sorriso podem ser a chave para esclarecer ou compreender os enigmas do livro. Algumas vezes, a tal covinha pode ser o artifício para enganar o leitor.
Detalhe da orelha de capa
Na história, Eron tem uma de suas filhas sequestrada. Os criminosos oferecem a possibilidade de escolha entre a mais nova e a mais velha. Diante dos fatos, experimentamos a angústia e as dores de um pai. Derramamos lágrimas com ele. Ficamos na dúvida de qual seria a melhor atitude nesse momento. O ato de escolher iguala-se a sofrimento e parece algo inexequível.
A habilidade narrativa do autor fez-me entrar no coração de Eron e sofrer a incomensurabilidade do pior inferno. Chorei amargamente e derramei copiosas lágrimas. Não podemos negar que a trama do livro é espetacular, todavia devemos destacar que o ponto alto encontra-se em sua força narrativa. 
Foto do autor na orelha da contracapa
Ademilson Chaves domina a alma e a mente do leitor, fazendo com que ele mergulhe nas páginas de sua obra. Ao colocar meus olhos nas páginas de "A Escolha de Eron" fui abduzido de minha realidade. Já não existia o mundo de Fernando. Verdadeiramente, vivi dentro daquele livro e esqueci-me de quem eu era. A sensação assemelhou-se a de um sonho, onde não temos a noção de que há outra existência. Existem experiências que as palavras não alcançam, mas os gestos ajudam a exprimir. Pena que não posso gesticular diante de vocês e aproximá-los do real significado do manifestado em meu íntimo.
Quando ocorre essa fusão com a obra, quando o autor consegue fazer com que seu livro se torne parte da alma do leitor, é aí que ocorre a verdadeira reflexão. O profundo do ser se manifesta no livre pensar, no filosofar, no sentir e na verdadeira existência de quem contempla a leitura. A relação com o livro traduz-se em proficuidade. A obra mudou minha existência. Deparei-me com escolhas profundas, e até mesmo, tomei decisões para minha vida, em momentos em que larguei o livro. Posso afirmar que "A Escolha de Eron" traz sentimentos, sensações físicas, filosofias, aspectos religiosos, etc. Como disse antes, a obra é perfeita e seu poder de tocar o coração humano é incrível.
A figura escura deu um charme à obra
Com o decorrer da história, vemos a evolução de Eron, o desejo de buscar sua filha sequestrada e a descoberta de um jovem amor que poderia ser sua criança raptada. Depois de 12 anos, o protagonista encontra uma linda moça, e no momento da união de seus corpos, uma revelação leva-o ao desespero. A mulher, envolta em seus braços, carrega o mesmo nome de sua menina. O coração de Eron explode em uma amarga tristeza.
Amei a Diagramação!!!
Torna-se impossível elencar todas as qualidades desse enredo fantástico. Minha resenha é um mero esboço, porém um grande convite para que leitores sedentos de um bom livro possam ler o que há de melhor.
Creio que Ademilson Chaves já é sinônimo de sucesso e sua genialidade se equipara a de grandes autores como Jorge Amado, Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, etc. Uma obra espetacular merece receber CINCO ESTRELAS e ser favoritada no Skoob.
Adquira o seu exemplar, clicando aqui. Descubra a força da existência e das escolhas que devemos fazer diante dela. Experimente a humanidade, não se desespere frente aos malefícios peculiares a homens e a mulheres. Enverede pela condenação de escolher e arque com as consequências de seus atos.
Abraços e até a próxima postagem!

8 comentários:

  1. Que resenha Top Fernando, certamente o livro entrou para a minha Top List de leituras haha!Parabéns, suas palavras dão um grande estimulo para querer ler a obra do Ademilson, pois o livro parece espetacular.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A obra é mega fascinante, Cristy. Tenho certeza de que você vai gostar. O clima de suspense, mistérios, etc é espetacular. Fica ligada que, em breve, rola uma promoção para adquirir a obra!!!
      Abraços!!!

      Excluir
  2. Ah, Fernando... Você sentiu tudo o que eu senti lendo essa maravilha. \o Agora eu leio até mesmo a lista de compras do Ademilson. O que me entristece é tantos leitores enaltecendo obras sem conteúdo, enquanto essa maravilha fica a ver navios. Espero, de coração, que todos possam degustar deste enredo e ficar de frente com uma excelente e instigante história. Amei a resenha e o livro então nem se fala. S2

    Abraços literários,

    Simone Pesci

    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone, fico feliz com sua presença em meu cantinho. Ademilson se tornou um de meus escritores prediletos e um grande amigo.
      Espero que a obra dele seja lida por muitas pessoas!!
      Abraços literários!!!

      Excluir
  3. Que resenha hein! Resenhaste de forma impecável como sempre. Já li a obra do Ademilson, então posso dizer, seu livro é brilhante. Digo brilhante porque se assemelha a uma pedra preciosa, de tão valiosa que está o opusculo escrito por ele. Parabéns Ademilson, tu és um dos feras da nossa literatura. Forte abraço Fernando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Ademilson vai adorar ser chamado de pedra preciosa, um diamante, rs..
      Mas falando sério, o Ade arrasa mesmo.
      Obrigado, Luciano pela sua presença!!!!

      Excluir
  4. Muitooooo boa a resenha... Curiosidade master para ler. Quero ter a oportunidade de ler e resenhar um dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Léo!!!
      O livro do Ademilson é fantástico, amigo!!!
      Abração!!!

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!