Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

domingo, 17 de julho de 2016

7 Dicas Para Começar a Escrever Um Livro


Olá pessoal, tudo bem com vocês?
Antes de tudo, quero informar que minha coluna, aqui no Filósofo dos Livros, mudou do sábado para o domingo. Mas não se preocupe, a qualidade do nosso conteúdo permanece a mesma.
Nessa semana, o artigo é sobre como começar a escrever um livro. E ao final desse post, você não terá mais desculpa para não escrever um.

"Sozinha com páginas em branco...
Sozinha com Livros...
Sozinha com imagens estranhas passando em frente aos meus olhos..."


Você já sentiu isso?
Aquele desejo de transmitir seus sentimentos através das palavras?
As ideias fluem através de você. E você confia na autenticidade de cada uma delas. Você sabe que precisa tornar essas ideias livres, soltas e que existe um mundo desesperado por esse tipo de história.


"...Sozinha com sonhos...
Sozinha com traços em um papel..."


Mas você não sabe por onde começar. Nem como transmitir essas ideias para o papel, a folha em branco torna-se então sua inimiga, e o seu refúgio é desistir.


"...Sozinha com desenhos...
Sozinha com sons ritmados...
Sozinha com músicas...
Sozinha com letras...
Sozinha com as palavras..."


Mas como já dizia minha amiga Amanda Novachi, autora desse poema, "Você nunca sabe onde vai chegar se não tentar".


"...Sozinha?
Não... Acompanhada de ideias e imaginação.
Cercada de personagens incríveis e lugares fantásticos.
Fadas, elfos, bruxos, vampiros... 
Tudo que sempre quis que fosse verdade..."


1. Abrace uma Ideia

Se você já souber o tema sobre o qual quer escrever, ficará mais fácil encontrar inspiração para criar todo o resto. Defina sobre o quê quer escrever, os personagens e os cenários. Todo o resto fluirá automaticamente.
Dê importância ao que você pensa sobre esse assunto, busque opiniões divergentes e depois crie situações que ilustrem tais pontos de vista em sua história.

2. Deixe a Sua Imaginação Livre

Não seja rigoroso com o seu texto nessa etapa do processo, mais a frente você terá oportunidade de corrigir e editá-lo. Agora é hora de deixar sua imaginação livre. Escreva o que lhe vier à cabeça, até o que lhe parecer altamente mirabolante. Imagine quantas histórias pareceram maluquice para os seus escritores quando começaram a escrevê-las.

3. Pesquise Sobre o Assunto

Ainda que o seu livro seja sobre vampiros, acredite: dá pra pesquisar mais sobre isso. Informação nunca é demais, sendo assim, procure saber mais sobre o tema que está escrevendo. Sobre o lugar onde a história se passa, a época, os costumes e tantas outras coisas que poderão acrescentar mais detalhes a sua história.

4. Faça um Rascunho Geral

Anote em uma folha o que você quer ver em seu livro. Quais serão os principais fatos que deveram ocorrer e o que será preciso acontecer para que o tema escolhido seja bem explorado. Tenha em mente aonde você quer chegar, depois trace um mapa para chegar até lá.

5. Defina um Método

Pense em qual forma de escrita você utilizará. Você pode usar caneta e papel, digitar direto no computador, celular, tablet ou até mesmo gravar em áudio. A escolha é individual; o que funciona para um pode não servir para outro.
O importante é que você se sinta a vontade com o seu método de escrita, isso fará toda diferença no resultado final.

6. Supere o Bloqueio Criativo

Escrever sem inspiração não é nada legal. No entanto ignorar o problema não irá ajudar em nada; em vez disso, busque inspiração à sua volta. Faça uma pausa e saia para ver gente, ler outros autores, ver filmes, aprofundar-se na pesquisa sobre o assunto do livro, enfim, não deixe seu trabalho parado por muito tempo.

7. Tenha Prazer na Escrita

De nada adianta perder horas e horas em frente à tela de um computador, se você não amar fazer isso. Tenha em mente que escrever não é um bicho de sete cabeças, mas sim um recurso para expressar nossos sentimentos, opiniões, e nossa forma de ver o mundo. Ser escritor não é apenas colocar palavras em um papel, mas sim dar sentindo a elas.


Essas foram as dicas de hoje e espero que tenha gostado. Não deixem de comentar e deixar sua opinião, ela é muito importante para mim. 
Confiram também meu novo blog, Book of Livros. Lá você poderá encontrar resenhas acerca de livros nacionais. Já adianto que os livros são incríveis. 




9 comentários:

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!