Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sábado, 2 de julho de 2016

Como Escrever Uma História Engraçada, por Brendo Hoshington


Olá, Amigos!!!
Na Coluna do Brendo, nosso garoto prodígio vem nos explicar "Como escrever uma história engraçada". O assunto pode até parecer uma piada, mas escrever um texto bem humorado é coisa séria. Confiram as dicas de Brendo Hoshington, um autor que faz parte do time da PenDragon.
Não deixem de comentar, após ler a matéria.

Olá escritor. 
O que te torna engraçado? 
No artigo dessa semana, vamos falar sobre o humor na literatura. Um gênero que vai muito além de piadas sobre portugueses e a zombaria em volta da vida do pobre Joãozinho, que nos faz rir e ao mesmo tempo enxergar um ângulo diferente do universo. 

“Nunca desista de seu sonho. Se ele acabou numa padaria, procure em outra.” 
Barão de Itararé 


1. O Humor 
Existem dois tipos de humor quando se trata de literatura. 
O humor na literatura, que é quando o humor é apenas um condimento usado em certas ocasiões do livro para descontrair o leitor, sendo estas ocasiões imprevistas e breves. 
E o humor literário, que é quando o humor não é apenas um condimento, mas sim o prato principal da obra, possuindo toda uma estrutura baseada no gênero, que consiste em um humor mais complexo e sistemático. 

2. Escreva a verdade de forma divertida 
Imagine que todas as situações possuem um lado cômico, e comece a idealizá-las por esse ângulo. O segredo não estar em criar algo engraçado, mas sim em escrever uma situação de forma engraçada. Um assalto em um beco pode possuir um lado cômico, se você ressaltar que, apesar de a mocinha carregar o mundo inteiro dentro da bolsa, ela não tinha um simples alfinete para se defender. 

3. Escreva situações com as quais as pessoas se identifiquem 
Uma história poderá ser engraçada mesmo sendo sobre situações corriqueiras da nossa rotina, principalmente quando se trata de algo pouco falado. Quanto menos explorado o assunto, maiores serão as chances de o leitor se impactar com o tema escolhido.
Aproveite para expor seus pensamentos sobre determinados assuntos, e faça o leitor refletir sobre isso. E é claro que com uma boa dose de humor, o sujeito analisará com mais facilidade o seu ponto de vista. 

4. Analogias 
Comparações, metáforas, analogias – são ferramentas que pode ajudá-lo na hora de escrever um texto engraçado. Essas técnicas são um recurso que abre oportunidades na hora de arrancar o riso de um leitor. Em vez de dizer “Ele era bipolar”, pode-se apelar para as figuras de linguagem, transformando isso em: “Ele era tão bipolar quanto uma mulher no quinto mês de gestação.” 

5. Use o humor com moderação 
A mesma piada, que arranca gargalhadas de uma pessoa, pode ofender a muitas outras. Por isso tenha bastante cuidado ao escrever, principalmente ao usar analogias, atentando para que suas palavras não venham ofender nenhuma raça, crença ou opção sexual. 
Saiba diferenciar o humor da zombaria. 

Essas foram as dicas de hoje e espero que tenham gostado. Não deixem de comentar e deixar sua opinião. Ela é muito importante para mim. Estejam atentos para o meu próximo artigo que será: 7 Dicas Para Começar a Escrever Um Livro. 


Leia também: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!