Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Primeiras Impressões: Palavras de Rua, de Felipe Saraiça, Editora PenDragon

Olá, Galera!!!
Trago para vocês as primeiras impressões sobre o livro "Palavras de Rua", publicado pela Editora Pendragon
O autor Felipe Saraiça concedeu-me 22 páginas de seu livro para que eu apreciasse. O tema da obra transmite tristeza, pois trata da vida dos moradores de rua. Paralelamente à temática, sinto que ele teve a preocupação de expor um lado diferente para a causa do problema.
O opúsculo nos mostra um menor que não foi abandonado, mas que foge de casa. Acho estranho fazer tal .afirmativa, porem vou me arriscar. O menino não foi abandonado, todavia foi abandonado. 
Como assim? Vocês devem estar me perguntando. Bem, seus pais não o largaram, mas a situação que ele passava em seu lar, de certa forma, não deixa de ser um ato de abandono. A vida familiar não era nada agradável. O garoto presenciava cenas violentas. A tristeza perdurava no recinto. 
Entendemos por abandono a situação onde pais colocam seus filhos na rua literalmente. O livro nos revela que existem abandonos dentro da própria moradia. Crianças que convivem com seus pais e sofrem com a falta de carinho, com cenas violentas, etc. 
Não chamaria a obra de encantadora, porque mostra fatos tristes, entretanto recomendo a leitura que nos leva a pensar sobre as dores da falta de amor. 
O escritor Felipe Saraiça demonstrou grande talento em sua escrita, mostrou-me por meio de situações desagradáveis que existe um apelo para nós, seres humanos. Digo que Saraiça nos chama a atenção para corrigir tais situações de desamor. Sem sombras de dúvidas, quero continuar a ler seu enredo e retomar a reflexão proposta. 
Caso, vocês se interessem pela leitura, cliquem aqui para adquirir o seu exemplar.


Abraços e até breve.

2 comentários:

  1. Excelente resenha, Fernando. Me deixou muito feliz. Espero que o livro te emocione e te faça questionar ainda mais coisas

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!