Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Nacional não é bom?, por Cristy S. Angel

Olá, Galera!!!
Aqui no blog, vocês percebem que damos grande valor à Literatura Nacional. Tal trabalho é sacrificante!!! Deveria ser a coisa mais natural e tranquila, porém o preconceito parte dos próprios brasileiros. 
Cristy S. Angel
Quem me acompanha sabe que compartilho nas redes sociais postagens que falam de Literatura, em especial, Literatura Brasileira. Algumas vezes, sou bloqueado nesses compartilhamentos. O Facebook manda uma mensagem se o bloqueio é automático (facebook) ou denúncia (pessoas). A maioria dos bloqueios que recebo nasce de pessoas. Eu não consigo entender o motivo que leva um ser humano a conceber tal ato. Reclamamos tanto que Literatura Nacional não tem divulgação. De repente, surge alguém que faz o serviço gratuitamente e uma pessoa faz denúncia.
Qual seria o motivo? Algo contra mim? Algo contra o autor divulgado? Penso que problemas pessoais deveriam ser conversados com as pessoas em questão e não descarregados em seus trabalhos. Por que não agir com um pouco mais de profissionalismo?
Confesso que tenho certas picuinhas com alguns autores. Sou humano, porém nunca falei mal de qualquer livro dessas pessoas. Inclusive, já li e sou fã do trabalho de "inimigos". Sei muito bem como agir profissionalmente. Não confundo as coisas. Gostaria de ter o mesmo respeito com o qual trabalho. Dentro dessa linha, apresento a reflexão de Cristy S. Angel, uma amiga muito querida que vai explanar sobre os preconceitos que sofremos. Confira o seu artigo, mas antes que tal adquirir o livro dela? Cliquem na figura abaixo:


Nacional não é bom... 
Literatura fantástica é para crianças! 
Não é segredo algum que a literatura brasileira é, em maioria, desprezada em seu próprio País. Existe um grande preconceito, sim preconceito, de que obras nacionais não são como as estrangeiras. Como autora do gênero fantástico, me deparo com esse “preconceito” duplamente, uma por ser mulher escrevendo ficção/fantasia e também por escrever um gênero ainda menos valorizado no Brasil, em algumas conversas eu leio a seguinte frase: "Livro de fantasia é para crianças." 
Um erro comum é confundir todas as obras de fantasia com conto de fadas. Há poucos dias aqui no blog, o autor Allison RdS nos mostrou as diferenças entre fantasia e fantasia, um artigo que na minha humilde opinião deve ser lido e relido varias vezes (Clique aqui e confira). O brasileiro tem uma grande dificuldade de aceitar que seus compatriotas possam trazer obras ficção/fantasia com qualidade, valorizando demais as obras de autores de outros países. Permita-me mostrar alguns excelentes livros de literatura fantástica brasileira. 
O espadachim de carvão, de Afonso Solano, Filho de um dos quatro deuses de Kurgala, Adapak com suas espadas gêmeas Igi e Sumi, nos trás a mesma ação, mas de um jeito único que o livro God Of War. 
Fábio Vera Cruz, nos apresenta a um mundo em que nos dias atuais nos deparamos com vampiros, lobisomens e dragões, sim dragões, o livro surpreende com uma trama que prende o leitor, pois não quer parar de ler até descobrir o que aconteceu  na obra Aquela Noite. É difícil falar sobre o livro Aquela Noite e não "coçar" os dedos para digitar mais sobre Sarah e dar aquele Spoiler, mas nãaaa... Vou deixar você descobrir os segredos contidos nesta bela obra por você mesmo. Haha! 
Do Outro Lado do Espelho da autora Emilly S. Amite, um dos livros da série doze mundos da autora, nos trás Leona, uma jovem estudante com uma vida aparentemente normal que encontra um espelho, que na verdade é um portal, ela abre( sem querer) e vai parar e Amantia, um mundo com criaturas mágicas, ao lado de Ewren( meu mais novo noivo literário haha) enfrentam dificuldades e desafios.
Garanto a você leitor que de contos de fadas os livros citados não tem nada, dramas como identidade, relacionamento, familia entre outros fatores são encontrados nessas obras fantásticas.
E vou alargar a minha tenda, eu li pela primeira vez um livro de romance sobrenatural/terror do querido Fernando Nery, e fiquei surpresa com a trama, aqui mesmo no blog você pode conferir minhas impressões sobre esta obra espetacular (Clique aqui e confira). 

http://editorapercurso.blogspot.com.br/p/autor-fernando-nery.html
Cristy S. Angel com o livro "A Boneca Fantasma"

Semana passada eu li uma postagem do autor Paul Richard Ugo, que mencionava a dificuldade de aceitação de livros do gênero de terror/suspense, e percebi que o "preconceito" não é somente na literatura fantástica, eu me senti extremamente motivada ao ler a frase de Paul nesta mesma postagem que dizia: 

"É uma luta que iremos ganhar com nossa persistência."

Há poucos dias conversava com minha amiga Susana Silva de Portugal, ela faz resenhas e betagem para vários autores nacionais. Perguntei para ela o que ela achava da literatura brasileira e fui surpreendida com a seguinte resposta: 

"Eu já disse varias vezes e continuo a dizer... vocês são mais criativos e melhores do que muitos dos estrangeiros conhecidos." 

Fiquei muito emocionada, feliz e triste ao mesmo tempo, feliz porque a literatura brasileira tem aos poucos ganhado seu espaço, e triste por ter muito Brasileiro que não tem essa mente evoluída da Susana. Digo com certa vergonha que até uns dois anos atrás eu não tinha lido livros nacionais além dos da série vaga-lume, porém não por acreditar que obras nacionais não teriam a mesma qualidade ou até muitas vezes superior as estrangeiras, mas por falta de conhecer os “veículos” certos que valorizam as obras nacionais. Eu não tinha conhecimento de tantas obras nacionais maravilhosas, as "grandes midias" e "grandes editoras", desvalorizam o que é nosso, CHEGA, se eles não valorizam, vamos nós valorizar, 
Querido leitor, é você que tem o poder nas mãos de mudar isto, é você quem dita as regras, não eles. Então depende de você valorizar mais o que é nosso: compre livros nacionais, se aventure em gêneros que você ainda não leu, procure medias e pequenas editoras, pois essas sim merecem o devido valor. Tem varias editoras como a PenDragonSelo Jovem, Oito e meio, Chiado entre outras que publicam obras de qualidade. Fique ligado nos grupos literários, lá você vai encontrar indicações incríveis, tem o Resenhando, Amantes do livros, Loucas e loucos por livros, Fanáticos por livros, Viciados em literatura nacional, Cantinho dos escritores e leitores, Leitoras insanas, Obras nacionais e contemporâneas, f4ntasia, Literatura nacional - coração de tinta entre outros, basta entrar em contato comigo que estarei indicando, (tem também o grupo do Filósofo dos Livros, sabia não? ) existem canais como LivroNíacos, ( que vai trazer mais resenhas nacionais) Filósofo dos Livros, Momento Literário, Carpe Diem literário... 
Aqui mesmo no blog, tem várias indicações e resenhas espetaculares, vamos valorizar esses meios que valorizam o que é nosso! Espero que vocês tenham gostado do artigo, das indicações, e quero que comentem suas dicas, de grupos, canais, blogs e paginas e Igs literários, aqueles que apoiam a literatura brasileira, e também deixo um desafio:
Convido você a ler um livro de Fantasia/ficção e terror/suspense e comentar o que você achou do livro aqui no blog, ok? 
Bjss carinhosos da Cristy

Então, gostaram? Lembro que esse artigo faz parte do Projeto Fala Amigo que se faz presente no blog. Não se esqueçam de aceitarem o desafio da Cristy.


Abraços.

23 comentários:


  1. A literatura nacional cresce a cada dia, isso é fato. Porém ainda existe uma resistência por parte do leitor, quando se trata de fantasia e terror/horror. São gêneros literários ainda muito desvalorizados aqui no Brasil, uma lástima, já que os livros citados na matéria são de excelência literária indescutível. Creio que daqui alguns anos o cenário mude drasticamente, já que hoje lemos muito livros nacionais, o problema é que grande parte dos leitores não estão acostumados a lerem algo diferente, estão acostumados com o velho e bom romance, já que a grande maioria das pessoas que leem no Brasil são mulheres, elas estão habituadas a ler romance, aí a mudança demora pra acontecer. É difícil vermos mulheres lendo terror/horror, economia, política, auto ajuda e outros gêneros por exemplo. A grande maioria delas optam pelo tradicional romance. O legal disso tudo é que a população em geral está lendo mais, e isso é muito bom. Adorei a matéria. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato! Estamos caminhando lentamente, mas estamos caminhando, é um bom sinal. Rsrs, Obrigada por seu comentario Luciano, abs querido.

      Excluir
  2. Muito bom Cristy, parabéns pela matéria !! Acredito assim como o Luciano que o cenário vai mudar drasticamente em pouco tempo, o negócio é continuarmos acreditando no nosso potencial e esperar até que os leitores descubram os grandes talentos que o nosso país possui! Não fique triste, não podemos desanimar... Que a Força esteja com todos os novos escritores nacionais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Alli por seu comentário e sua contribuição com seus excelentes livros e artigos. Sem desanimar certamente e que a Força esteja com todos os N O N! Haha!Abs

      Excluir
  3. Simplesmente fantástica, adorei a matéria!(Não só por estar incluída nas obras de fantasia atuais rss) Conseguiu falar de forma clara o que muitas pessoas veem dificuldade em entender! Literatura nacional só é inferior para os "modinhas", pronto, falei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu comentário Emi e por enriquecer ainda mais a literatura fantástica nacional, e concordo total com você. abs <3

      Excluir
  4. Nossa Cristy, ouso em dizer que você não só falou com o seu, mas com o nosso coração, acredito piamente que o sentimento que nesse momento bate em seu peito é o mesmo que o nosso.
    Confesso que também não lia nacionais, e que fiquei surpreso ao me deparar com obras tão incríveis. Acredito que a única forma de mudar esse quadro é mudando os meus próprios hábitos, porque se eu mudo, já é un leitor a mais. Parabéns pelo artigo, parabéns pelo o seu trabalho, parabéns pela pessoa que você é!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada GPdL!<3 Eu acredito que podemos e vamos mudar essa situação exatamente como você disse: Mudando os nosso hábitos. ps: Seu trabalho e suas dicas acrescentam muito para a nossa literatura, muito obrigada.

      Excluir
  5. Nossa amorinha eu amei a matéria e assino embaixo em tudo o que você disse, realmente a literatura nacional é muito desvalorizada pelo próprio pais e pelos próprios brasileiros.
    Acho que muito deviam abrir mais suas mentes e conhecer nossos autores nacionais que são muitos,e também outros gêneros como o fantasia ficção, entre outros.Outra coisa que percebo é que os poucos autores nacionais reconhecidos e valorizados são os que escrevem hot, nada contra mais vamos buscar conhecer novos autores e novos gêneros...
    Deixar de lado essa ideia boba de que só hot ou internacionais são bons, apenas leiam e se aventurem em novas idéia

    ResponderExcluir
  6. Exatamente isso flor, é hora dos leitores nacionais, como eu digo: Alargarem suas tendas! Se aventurar mais em outros gêneros e certamente não irão se decepcionar.Obrigada por seu comentário minha amorinha do core.<3

    ResponderExcluir
  7. Ah que lindo. Obrigada por todo reconhecimento. Pode sem.contar com a equipe ONC.

    Bjs paulinha

    ResponderExcluir
  8. Ah que lindo. Obrigada por todo reconhecimento. Pode sem.contar com a equipe ONC.

    Bjs paulinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu comentário Paula, e obrigada ao grupo ONC que faz um trabalho show na divulgação de obras nacionais. Bjs flor.

      Excluir
  9. Olá, eu tenho lido livros nacionais também, e posso dizer que depende muito da história e do autor. Há livros nacionais que já li e que me arrependi, porque são mal desenvolvidos, história clichê ou que se perde no enredo. Porém há livros que até hoje então entre os meus favoritos, de tão bom e agradável que foram. Da mesma forma com os livros gringos: Há aqueles que são bons, e há aqueles que não vale um centavo haha

    ResponderExcluir
  10. Verdade Reinaldo, tem sim alguns que deixam muito a desejar, e não é diferente com estrangeiros, porém parece que a maioria tem essa mania de "endeusar" o que vem de fora, achando que só tem coisa "boa" e isso precisa mudar, e valorizarem mais os livros bons nacionais. Obrigada por seu comentário. Abs querido.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Essa é a minha primeira visita ao blog e adorei o texto e a consideração que vocês têm com os autores nacionais. Também sou blogueira e, pode parecer brincadeira, mas eu percebi que toda vez que faço resenha sobre algum livro nacional, poucas pessoas"curtem" ou mesmo visualizam a divulgação. Não entendo porque o brasileiro continua nessa depressão cultural e não aceita que também é capaz de produzir literatura de qualidade! Espero que vocês insistam na luta contra essa maré e publiquem cada vez mais livros, e-books e sigam seus sonhos. =)

    ResponderExcluir
  12. Olá, infelizmente é assim na maioria das vezes, as pessoas tem mesmo essa relutância em aceitar que tem muitas obras nacionais boas, mas como disse Paul: "É uma luta que iremos ganhar com nossa persistência."
    Obrigada por seu comentário flor. Abs

    ResponderExcluir
  13. Simplesmente magnífica matéria! Eu assino embaixo ;) Parabéns meus queridos!

    ResponderExcluir
  14. Oiê.
    Parabéns pela matéria!

    Realmente a literatura nacional encara vários obstáculos e um dos maiores é o preconceito.
    O Brasileiro não é tão patriota quanto deveria. Para uma pessoa que já morou fora como eu morei, é gritante a diferença entre a cultura do Brasileiro e do Norte Americano em geral (US/CA). E olha que o Brasileiro tem tantas qualidades maravilhosas! Precisa só desenvolver um pouco mais o patriotismo. Dar uma chance aos grandes talentos que temos dentro de casa.
    Quanto mais valorizarmos nossos autores, maior será a qualidade do que é produzido, pois os autores terão mais oportunidades, maior acesso a revisores de qualidade, melhor suporte comercial.
    EU SUPORTO 100% A LITERATURA NACIONAL!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ellen, Concordo total, o Brasileiro está como se costuma dizer: Com a faca e o queijo na mão!
      Basta só mudar pequenas atitudes e dar os primeiros passos, assim chegaremos longe. Obrigada por seu comentário flor, e obrigada por apoiar a literatura nacional.

      Excluir
  15. Olá, Cristy!

    Vi sua divulgação sobre esse artigo no grupo VLN e vim conferir.

    Parabéns pelo texto! Eu também já fiz alguns artigos sobre esse assunto... Enfim, o preconceito dos leitores brasileiros não se restringe apenas à fantasia ou terror, na realidade, estende-se a todos os gêneros. Lamentavelmente.

    E apesar de acreditar que este cenário esteja mudando, que, aos poucos, estamos conseguindo minimizar o preconceito em relação à literatura brasileira contemporânea, há ainda um longo caminho a percorrer nesse sentido.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janethe, O grupo VLN é um grande incentivador da literatura nacional, super amo esse apoio, se mais pessoas e grupos tivessem essa decicação, a situação da literatura no Brasil mudaria mais rápido, por isso acho importante incentivar esses canais de divulgação, ajudar a crescer e ganhar mais voz. Obrigada flor. Bjs.

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!