Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Resenha: "Lendárias - A Legião", de Cristy S. Angel, Editora Pendragon

Saudações, Lendárias e Legionários!
Meu espírito se encontra em enlevo após a leitura de "Lendárias - A Legião", de Cristy S. Angel, publicação da Editora Pendragon.
O livro pode ser classificado como uma das melhores obras do gênero fantástico que li. Antes dele, tive o prazer de conhecer textos da Cristy referentes à Literatura, mas não tive contato com qualquer trecho de seu opúsculo.
Minha parceria com a escritora é de longa data. Sei que ela me cederia parte de seu livro em alguma versão digital, todavia fiz questão de aguardar como se fosse um virgem esposo à espera de sua amada.
Lombada com o selo da Pendragon.
Não me arrependo, pois tal espera proporcionou-me prazeres enormes diante das letras que se apresentavam em cada página.
Cristy se revela como Bruxa das Palavras. Por favor, não entendam o termo bruxa como algo pejorativo. As bruxas não são más como dizem.
A bruxaria realizada pela escritora consiste em ter criado uma história perfeita, capaz de enfeitiçar qualquer leitor. É notório o efeito hipnótico que existe em cada linha. Fico me perguntando qual foi a poção que a autora bebeu para escrever seu livro. E já cheguei à conclusão. A bebida mágica traz em sua fórmula muito Amor, Talento com ótimas pitadas de Criatividade.
Contracapa trazendo a sinopse da obra.
A autora propalou grande habilidade na construção de seu texto. Não temos apenas fantasia nesse enredo espetacular. Poderia dizer que nesse livro há romance, psicologia, filosofia como se fossem peças perfeitas de um quebra-cabeça a construir uma imagem de extrema beleza. Talvez a poção nem seja mágica. Quem sabe não estejamos embevecidos com o néctar dos deuses? Será que se trata de uma fórmula divina? Somente os deuses podem responder ao interrogatório. Divindade ou bruxaria? Eis a questão! Mas não importa a resposta, pois a obra toca o coração de quem lê.
O enredo nos fala de Kahlan, uma bruxa de extrema formosura, liderança das Lendárias.
Orelha com a Biografia da Autora. 
Essa linda criatura possui um grande poder. Além disso, suas habilidades como lutadora dispensa o uso de magia em qualquer duelo.
Infelizmente, como a maioria de seres providos de grande força, a jovem bruxa cometeu o erro de não proteger de forma adequada o seu ponto fraco. Com esse descuido, Lian, o líder dos Legionários, consegue colocar o bracelete de Endora no pulso dela. Por causa desse adereço mágico, Kahlan perdeu os seus poderes. O efeito dessa algema da feitiçaria não afetaram apenas a poderosa bruxa, mas se estendeu para suas guerreiras.
Orelha da Contracapa.
Mesmo sem poder, Kahlan não deixava de ser um perigo. Como já sabemos, ela era uma hábil lutadora. Lian foi obrigado a prendê-la com correntes.
A partir da captura, temos a trajetória de Lian cujo dever consiste em levar Kahlan para o seu rei. O guerreiro não sabe quais são os interesses da realeza em relação à líder das bruxas, porém sua fidelidade ao reino faz com que cumpra as ordens sem questionamentos.
Nesse percurso de ida ao reino, deparamo-nos com fortes emoções e boas doses de amizade e romantismo. As emoções ocorrem por conta de algumas brigas. Não detalharei os motivos dos duelos. Em meios a falecimentos e a jorros de sangue, ocorrem cenas de paixão com características sutis.
Contemplando as cenas — que envolvem Kahlan, Lian e seus Legionários —, notamos a não-existência de motivos verdadeiros para rivalidades. Percebemos que fatos como esses aparecem no mundo real. Existem pessoas que se digladiam porque a educação ou determinado sistema as ensinam a serem inimigas, entretanto ninguém conhece um motivo plausível para tal conduta. Esse é o mote que rege a narrativa do livro "Lendárias - A Legião".
O que descrevi até agora torna-se altamente perceptível, quando observamos os diálogos entre Kahlan e Lian, bem como os diálogos dela com a maioria dos soldados. Muitas vezes, a relação deles transparece amizade regada com imensa dose de humor.
Linda Diagramação.
A autora Cristy S. Angel não criou apenas uma trama bem elaborada, mas a sua maneira de descrever os fatos encanta, pois encontramos a reunião do abstrato e do sensorial contundentemente. A jovem escritora reina através das palavras e faz-nos viajar dentro de um mundo de sensações e ideias. Sua arte vicia o leitor positivamente. Se "quem escreve um livro cria um castelo, e quem o lê mora nele", os leitores de Cristy desejam morada permanente nessa Fortaleza Literária.
Com a narrativa impecável de Cristy S. Angel, senti as dores dos cortes de espada, o aroma das flores e frutos; e sobretudo, experienciei os sentimentos de Amor e Amizade. A autora conseguiu me desligar do mundo real e trazer-me para dentro de seu livro. E ao retornar para a realidade, proporcionou-me salutares reflexões sobre meu cotidiano.
Uma obra tão profícua merece a classificação de CINCO ESTRELAS no SKOOB.
Antes que eu esqueça, devo mencionar que o final nos surpreende e deixa-nos DESESPERADOS por uma continuação. Por favor, querida autora, não nos torture com a espera.
Adquira o seu exemplar físico, clicando na capa abaixo:


Espero que tenham gostado da resenha e que possam desfrutar das páginas lendárias da obra de Cristy S. Angel.


Adquiram a versão digital, clicando na figura abaixo.


Abraços e até a próxima postagem!

13 comentários:


  1. Muito boa a resenha Fernando. Ficou muito explicativa, parabéns. Paranenizo a autora da obra e, desejo-lhe muito sucesso, você diz na resenha que o livro deve ter continuação, então Cristy livro dois por favor. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora, vamos suplicar pela continuação rapidamente!!!

      Excluir
    2. Pode deixar Luciano. Em breve novidades. Rsrsrs

      Excluir
  2. Genteeeee! Que resenha fantástica. Fernandooo, você conseguiu me deixar emocionada(de novo). Surtando aqui! Que lindooooooo. Super, mega, ameiiii. <3 Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Eu preciso dizer que fiquei ainda mais instigada a ler o livro? A propósito, quero parabenizar a Cristy pelo talento de criar um enredo e tocar o âmago do leitor, e também ao Fernando pela maravilhosa resenha.

    Beijosssss

    Simone Pesci
    http://simonepesci.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaa Simone!Resenha show neha? Estou encantada ainda, lendo e relendo. Rsrsr

      Excluir
  4. Ah... Esse livro é um dos melhores da safra de novos escritores nacionais. Fiquei surpreso com a criatividade da escritora em amarrar diversos mistérios e deixar o leitor ansioso e curioso. Quando a leitura termina, você deseja que o livro tenha mais paginas a fim de descobrir o grande mistério envolvido. A resenha está ótima e, como você, Fernando, aguardo a continuação. De quem você imagina que seja aquela risada na última página? rsrsrs Cristy é foda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou muito honrada por suas palavras Ad! Obrigada de coração, E breve (se Deus quiser) teremos novidades. Haha!

      Excluir
    2. A Cristy nos tortura através da curiosidade!!!!

      Excluir
  5. Ótima resenha, mês que vem eu pego o meu, estou ansioso tb

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!