Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

domingo, 22 de janeiro de 2017

Despertar Espiritual, de Regina Valente, Editora Barra Livros

Olá, Galera Literária!
Acabei de concluir uma leitura que me tirou o fôlego. Estou falando da obra Despertar Espiritual, da autora Regina Valente, publicada pela Editora Barra Livros.
De maneira especial, o livro chegou em minhas mãos em um momento do qual eu necessitava dessa leitura. O livro é fininho, contendo apenas 108 páginas. E seu título dá a impressão de algo suave, mas não se engane com essa aparência simples. O opúsculo tem um poder devastador que mexeu comigo de tal forma que me encontro dentro de um turbilhão de emoções. Nem sei o que dizer frente à alegria aqui encontrada após a leitura.
A autora tem uma pegada religiosa, entretanto não pense que é mais apenas um livro religioso que vai ditar normas ortodoxas para sempre cumpridas à risca sem que o indivíduo possa realizar suas escolhas de forma livre.
Despertar Espiritual promete um despertar para que você faça seja livre em suas escolhas. Bem, para dizer a verdade, estou pegando leve (risos). Vou ser bem sincero. Para isso, vou pedir que imaginem eu deitado em uma cama naquele sono pesado que ninguém consegue me acordar. Estou dentro de um sono profundo que me impede de enxergar minha realidade. Vivencio sonhos mentirosos como se eles fossem reais. De repente, alguém vem me acordar, mas não de maneira suave. A pessoa me joga um balde de água, me sacode e até vira a cama para que eu caia dela. Eu desperto meio assustado, todavia me dou conta de que tudo o que fora vivenciado fora apenas um sonho. Agora, chegou o momento de encarar o mundo real e verdadeiro. Eis a ação realizada por essa obra.
O livro causou-me e continua me causando um turbilhão de pensamentos que não me permitem ficar parado. A obra me trouxe sede de mudança. Talvez em termos comportamentais, o livro não traga tanta novidade. No fundo, sabemos como nos comportar, entretanto o opúsculo age como um furacão de lembretes que nos puxa a orelha com força para que as mudanças ocorram.
A leitura é prazerosa e também dolorosa. Prazer pelas descobertas e conquistas, mas também causa muita dor, ao nos tirar de nossa zona de conforto. Sinto que algumas pessoas sentirão dificuldades com a leitura por terem medo da dor, todavia essa dor é algo obrigatório, porque nos traz liberdade.
A positividade da mensagem do livro é verdadeiramente incrível. A mensagem tem que causar dor para você acordar do sono que lhe aprisiona e viver a liberdade que a verdade nos traz.

"A busca pelo prazer, pela aprovação, não pode superar a busca pela verdade. É a verdade e não o prazer que deve nos guiar em nossa jornada. A verdade é libertadora, mas nem sempre é desprovida de dor. Fugir da dor é não querer envolver-se profundamente consigo mesmo. E se você não consegue envolver-se consigo mesmo como conseguirá envolver-se com o outro? Não temos como viver e sairmos ilesos da vida. Façamos com que nossas cicatrizes nos remetam a sentimentos de vitória, de conquista, de crescimento e de amadurecimento de que nossa jornada não está perdida."

O trecho acima retirado do livro aclara o sentido da dor. O prazer não pode contrariar a verdade. Tornas-se necessário enfrentar a dor. Depois de muitas batalhas dolorosas, as cicatrizes nos trarão a alegria da vitória.
Sofri muito com algumas páginas. Elas serviram de chicotes em minha alma, mas agradeço cada chicotada. Depois dessa leitura, repensei muitas questões existenciais e já comecei a mudar muitos planos de minha vida.
Despertar Espiritual lembrou-me de uma lição conhecida, mas há muito tempo esquecida. A sociedade tem uma influência maniqueísta muito grande que nos leva a enxergar esse mundo como oposição clara entre o bem e o mal. Entretanto, a vida não funciona dessa forma. Seria bom ter somente duas escolhas, uma que englobasse o bem e a outra o mal. A coisa não é tão simples. Existem situações em que temos diversas opções boas e não é possível ter todas elas. Dessa forma, necessitamos parar e pensar muito bem sobre qual será a melhor de todas. Até uma escolha boa, quando feita sem uma reflexão adequada pode se tornar errada e prejudicar nossa vida de forma contundente.
Também ocorrem momentos em qual todas as opções são ruins. Qualquer decisão tomada acarretará em prejuízos. Precisamos encarar a vida de forma madura e perceber aquela lição tão batida de que o mundo não é mar de rosas. Diante de opções ruins, devemos escolher e não ficar parado, vendo a "banda passar", porém reflita muito bem para escolher a melhor dentro de tantas variantes negativas. Assim é a vida. Assim funciona o mundo real.
Eu teria muitas coisas legais para tecer a respeito de minha leitura, entretanto não posso mencionar todas elas para não estragar a experiência de leitura de vocês e muito menos o aprendizado que acontecerá a partir dela.
Classifiquei esse livro com CINCO ESTRELAS no Skoob. Espero que muitas pessoas possam ler essa obra e absorver o seu sábio conteúdo. Caso, você se interesse em comprar o livro, clique aqui e fale com a autora.
Abraços.

3 comentários:

  1. Amei. Estou sem ar!
    Vc ganhou uma amiga para sempre.
    Não pq gostou e resenhou meu primeiro livro, mas por sua sinceridade, pq se desnudou na hora da leitura e compreendeu meu recado. Conseguiu ver um pedacinho da minga alma.
    Sua sensibilidade me emocionou.
    Muito obrigada pelo carinho e gentileza de me presentear com sua resenha.
    Já era sua fã, agora vou fazer minha carteirinha, kkk.
    NAMASTÊ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. Seu livro tem a característica de ser realista. Não é algo norteado pela busca do prazer. Sua obra traz verdades que podem incomodar e causar dores. Todavia cada dor sentida trará um proveito maior. Sinto-me grato por ter lido obra tão profícua.
      Abraços!!!

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!