Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Uma Editora me incomodou

Olá, Galera?
Existem coisas nesse mundo que me questionam. Especialmente, quando se trata desse mundo literário nacional. Eu procuro observar as coisas para entendê-las, porém existem algumas que me parecem incompreensíveis. Creio que nunca vou entender mesmo.
Observo o surgimento de editoras novas que dizem valorizar o trabalho do autor nacional. Vejo tal valorização como algo extremamente positivo. Entretanto, o bom senso me leva a duvidar se elas realmente valorizam a literatura nacional ou se tem esperança de apenas lucrar à custa de nossos autores.
Acompanho algumas editoras iniciantes. Uma delas me parecia fazer um trabalho maravilhoso. Criou uma página no Facebook bem legal. Editoras pequenas tendem a ter poucos funcionários. No caso dessa editora específica, o dono exerce a função de editor, diagramador, revisor e capista. Ele conta com poucas pessoas que o ajudam realizando o mesmo trabalho.
Sobre a página da editora, são esses funcionários e o dono que fazem as postagens. Gosto do marketing feito. A forma pela qual eles falam dos livros me despertam vontade de adquirir todos as obras publicadas pela editora.
Havia um livro que eu estava perdidamente apaixonado. Eu me preparava para comprá-lo, porém aconteceu algo que me fez mudar de ideia. O dono da editora e o revisor do livro também têm blogs e canais no youtube. Ambos fizeram resenhas da obra em seus blogs e canais. Nas resenhas, eles apresentavam pontos negativos sobre o livro. Gostei da sinceridade em relação à análise do texto.
Entretanto, o que me incomodou foi o fato de que na página da editora, eles apresentam a obra como um livro perfeito. Nos blogs e canais, o livro não é nada daquilo que foi apresentado na propaganda.
Fico me perguntando: Se eles viam tantos defeitos no livro, por que publicaram? Por que o dono da editora não conversou com o autor antes? E por que o revisor também não alertou? Será possível eu ter opiniões tão diferentes? Para vender o livro, eu digo que ele é bom, mas quando vou dar minha opinião em um espaço diferente, eu avacalho com a obra?
Existem coisas que não me parecem corretas. Esse tipo de atitude é uma delas. Senti que faltou sinceridade com o autor e com os leitores da editora, Senti-me enganado ao ler uma propaganda sobre o livro tão convincente e depois ser presenteado com resenhas que falavam o contrário. Penso que as pessoas devam ser sinceras, porém quem trabalha em uma editora, deve usar a sinceridade antes da publicação e manter uma opinião única sobre o livro, e não ficar tecendo comentários divergentes. No final das contas, em ações como essa, o maiores prejudicados são os autores que confiam seus trabalhoso literários a editoras que não são confiáveis. Por exemplo, eu perdi minha vontade de ler o livro.
Imagine se você pretende comprar um doce ou salgado. O dono da loja menciona uma porção de defeitos nos alimentos que vende. Você vai querer comprar? Eu experimento a mesma sensação. O dono da editora e o revisor me disseram que o livro não presta, que tem uma porção de defeitos. Aliás, o revisor vem me dizer que a obra apresenta problemas de revisão. Por que ele não revisou antes e fez um trabalho bem feito? Sinceridade é bom, mas antes de ser sincero, faça um bom trabalho e não prejudique o autor.
Peço desculpas aos meus leitores se pareci grosseiro, mas tem coisas que não dá para engolir. Não vou citar nomes, porque não quero prejudicar o escritor. Entretanto, espero que as editoras leiam isso e não cometam esses mesmos erros. Se vocês não acham que o livro é bom, não publiquem. Conversem com o autor antes para que ele melhore e corrija seu texto, mas não façam essa desfeita de apresentar o livro como excelente em sua página para apontar inúmeros defeitos depois em blogs e canais pessoais.
Abraços e até a próxima postagem.

6 comentários:

  1. Que comportamento absurdo. Concordo contigo, os defeitos devem ser apresentados antes da publicação. Não acho que uma editora deve mentir para vender o livro, mas se ela não consegue ver a obra como um produto bem acabado, não deve nem publicar.

    ResponderExcluir
  2. Agora quando você faz algo mal feito fica reclamando dele por aí?
    Eu em, não era responsabilidade da editora garantir que o livro fosse de ótima qualidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Brendo. Infelizmente, essas coisas acontecem!

      Excluir
  3. Esse mundo literário, tá terrível!!!
    Muito feliz isso que fizeram, Fernando!!
    Eu não leria mais nenhum da editora também, só por raiva!
    Sabe, eu fico triste pelos autores, já comprei e ganhei muitos livros independentes e a maioria vem sem revisão, cheio de erros de concordância verbal e etc. Daí eu fico pensando: o autor paga caríssimo e não tem uma revisão profissional?
    E phoda, viu!!! rsrsrsrs
    bjsss e parabéns pelo post!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema de não ler nada dessa editora é que prejudica autores que não têm culpa. Alguns autores pagam pelo serviço e, no final, a editora lucra mesmo que não venda a obra. Sempre são nossos autores os grandes prejudicados. Isso é triste!!!!
      Obrigado pelo comentário!!!!

      Excluir

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!