Sejam bem-vindos(as) e sintam-se convidados(as) a participar do blog Filósofo dos Livros com sugestões, comentários, críticas, dúvidas, compartilhamentos ou só com um “oizinho” de vez em quando!

quinta-feira, 27 de abril de 2017

A Dama de Branco, de D.A. Pottens

Olá, Galera Literária!
Quem me conhece, sabe que não sou fã de ler livros dentro do Wattpad. Isso não significa que os livros encontrados lá sejam ruins. Muito pelo contrário, reconheço que há grandes obras literárias a serem descobertas e que merecem ser publicadas. O meu problema com a plataforma é outro.
O Wattpad não me agrada pela sua forma, sua diagramação. Se ele pudesse ser colocado para ler no Kindle, seria interessante, visto que a iluminação do aparelho não causa danos para a vista. Mas apesar dos incômodos, de vez em quando abro exceções e leio alguma coisa lá.
Por acaso, acabei conhecendo no facebook, o autor D.A. Pottens. Não havia lido nada dele, porém observei pelas suas postagens que ele é um excelente divulgador. Gostaria de ter mais autores assim. Pelo seu trabalho, ele conseguiu fazer com que eu abrisse mais uma vez a exceção e lá fui eu ler o seu conto A Dama de Branco.
A história é bem curtinha,  mas isso não traz nenhum desmerecimento ao conto. Em poucas palavras, o autor consegue nos fascinar e transmitir uma mensagem sombria. A sua escrita nos envolve e nos faz sentir a sensação dos poucos personagens para mergulhar em seus sentimentos curiosos e assustadores.
Creio que os fãs do terror irão gostar muito desse texto. O conto nos fala de Pedro, um jovem insatisfeito com a vida por causa de sua situação de pobreza. O texto evidencia que o rapaz tem ambições na vida, fazendo-me até lembrar do personagem Eugênio da obra Olhai os Lírios do Campo.
Insatisfeito, Pedro pensa até em abandonar sua família. Em certo dia, ao retornar para sua casa, ele e sua família aguardam a presença do seu pai. Infelizmente, o seu progenitor não volta para o lar. Um grupo de homens encontra o corpo ferido da figura paterna. E ninguém explica o que aconteceu de verdade.
Pedro deseja descobrir o que aconteceu e por causa disso, resolve investigar indo ao local onde o corpo de seu pai fora encontrado. E é nesse local que algo surpreendente... Não posso continuar a frase. Confesso que senti um arrepio diante de certo acontecimento. O autor desenvolveu muito bem sua história.
Apesar da história estar bem tramada em poucas palavras, confesso que fiquei com vontade de lê-la em uma versão mais longa. Creio que o conto tem potencial para se transformar em um longo livro de terror. É como se a publicação pedisse para ser expandida. E também, porque eu tenho um certo problema: mesmo reconhecendo que algo pequeno possa trazer prazer, eu sempre ambiciono algo MAIOR (risos). Deixo claro que minha menção se refere ao prazer literário.
Parabenizo o autor pelo excelente conto. Futuramente, pretendo ler mais obras escritas por ele. Na Amazon, existem alguns e-books disponíveis para vocês lerem, cliquem aqui e conheçam.
Para ler A Dama de Branco, clique aqui.
Abraços e até a próxima postagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para mim.
Deixe sua opinião, pois vou amar saber o que você pensa!